Checamos a sabatina de Andrea Matarazzo no Estadão: veja o resultado

Checamos a sabatina de Andrea Matarazzo no Estadão: veja o resultado

Candidato do PSD à Prefeitura errou dados de verbas de campanhas adversárias, mas acertou número de equipamentos de lazer na capital

Alessandra Monnerat, Pedro Prata e Guilherme Bianchini, especial para o Estadão

04 de novembro de 2020 | 16h04

O candidato do PSD à Prefeitura de São Paulo, Andrea Matarazzo, participou de sabatina com jornalistas do Estadão nesta quarta-feira, 4. De acordo com checagem do Estadão Verifica, ele errou dados sobre verbas das campanhas dos adversários, mas acertou o número de equipamentos de lazer na capital.

Andrea Matarazzo (PSD) em sabatina do Estadão. Foto: Reprodução

“A própria pesquisa mostra isso. São cerca de 40% de indecisos, de 37% a 40%”.

Matarazzo disse que a taxa de indecisos era de cerca de 40%, o que é verdade apenas se considerarmos a pesquisa espontânea, em que o entrevistador não diz os nomes dos candidatos. No Ibope, 37% não responderam ou disseram não saber em quem votar, em pesquisa publicada no dia 30 de outubro. No Datafolha, esse índice foi de 36%, em levantamento realizado nos dias 20 e 21 de outubro. 

Na pesquisa estimulada, em que o entrevistador do instituto de pesquisa lista os nomes dos candidatos, a taxa de indecisos diminui muito. Segundo o Ibope, é de 5% e segundo o Datafolha, de 3%. A margem de erro para as duas pesquisas é de três pontos porcentuais.  

Documento

Do custo das campanhas, a minha é das menores. Acho que só é maior que a do PSTU. É menor que a do Boulos, certamente. Tive R$ 1 milhão de fundo partidário.“.

De fato, a campanha do PSD à Prefeitura declarou pouco mais de R$ 1 milhão de receita ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, a campanha não é uma das mais baratas. Outros seis candidatos receberam menos recursos totais que Matarazzo: Antônio Carlos (PCO, R$ 1 mil), Levy Fidelix (PRTB, R$ 5 mil), Vera Lúcia (PSTU, R$ 86 mil) Arthur do Val (Patriota, R$ 560 mil), Orlando Silva (PCdoB, R$ 679 mil), Marina Helou (Rede, R$ 815 mil) e Celso Russomanno (Republicanos, R$ 925 mil).

O candidato Guilherme Boulos (PSOL), citado pelo candidato, de fato tem uma receita de campanha superior, de R$ 3,4 milhões. 

“De esporte, a prefeitura tem cerca de 300, 250 CDC se eu não me engano”.

Isso é verdade. O CDC (Clube da Comunidade) é uma associação de direito privado na qual a Prefeitura disponibiliza o espaço público e entidades da comunidade fornecem as atividades esportivas e recreativas. Dados de maio de 2020 dão conta de 261 CDCs na cidade.

“É gritante a diferença na expectativa de vida de quem mora na Zona Sul e de quem mora em Pinheiros, Moema”.

Pinheiros (84,24), Moema (85,06) e Alto de Pinheiros (85,33) estão entre os distritos paulistanos com maior expectativa de vida ao nascer, segundo estudo da Prefeitura de São Paulo (abaixo). A diferença em relação a locais da Zona Sul, como Parelheiros (74,2) e Grajaú (74,24), é de cerca de dez anos. Em outros bairros da região, porém, a distância é menor — são os casos de Pedreira (80,65) e Santo Amaro (79,82).

Documento

“A prefeitura tirou ônibus da rua. 60% dos ônibus, segundo a Agência Lupa me corrigiu, tirou de circulação de cara.”

O dado está correto. Em 24 de março, a Prefeitura afirmou que reduziria para 55% o tamanho de sua frota. A redução seria em decorrência de uma queda de 70% dos passageiros. Quatro dias depois, a Prefeitura decidiu novamente reduzir a frota, desta vez para 40% do seu tamanho original — redução de 60%.

Tudo o que sabemos sobre:

andrea matarazzoeleições 2020

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.