Política

Política

Posse dos ministros de Bolsonaro: acompanhe a transmissão dos cargos em tempo real

Em cerimônia, ministros de Temer transferem seus cargos para equipe de governo de Bolsonaro

Um dia após a posse como 38º presidente da república do Brasil, Jair Bolsonaro participou da cerimônia de posse de alguns ministros, os que vão despachar de dentro do Palácio do PlanaltoOnyx Lorenzoni, da Casa Civil, Gustavo Bebianno (secretário-geral da Presidência) e os generais Carlos Alberto (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Segurança Institucional).

 

Uma das posses mais aguardadas foi a de Sérgio Moro, o novo titular do Ministério da Justiça. O ex-juiz federal, que tornou-se conhecido em todo o País por conta da Lava Jato, quer aprovar ainda em fevereiro o projeto de lei anticrime ao qual tem se dedicado a produzir nos dias que antecederam o início do novo governo. Em seu discurso, ele defendeu leis contra a corrupção que reduzam "incentivos e oportunidades". 

 

Jair Bolsonaro tomou posse, na última terça-feira, dia 1º de janeiro, como presidente do Brasil sem abandonar o tom eleitoral do seu discurso. Nos pronunciamentos que fez no Congresso Nacional e no parlatório do Palácio do Planalto, ele reafirmou o compromisso com bandeiras de sua campanha, se dirigindo especialmente ao eleitorado que lhe garantiu mais de 57 milhões de votos em outubro do último ano. No Congresso, onde ele e o vice, general Hamilton Mourão, assinaram o termo de posse para o mandato até 2022, Bolsonaro chegou a brincar com parlamentares – “Estou casando com vocês” -, mas reiterou a retórica da antipolítica: disse que montou uma equipe “sem o tradicional viés político”.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.