Política

Política

Acompanhe a repercussão da saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Presidente rebate acusações do ex-ministro da Justiça sobre interferência na Polícia Federal

Sérgio Moro não é mais ministro da Justiça e da Segurança Pública. Após o Diário Oficial da União desta sexta, 24, confirmar a exoneração de Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal, ele  anunciou sua saída do governo de Jair Bolsonaro.

 

Moro acusou Bolsonaro de tentar interferir politicamente no comando da Polícia Federal para obter acesso a informações sigilosas e relatórios de inteligência. “O presidente me quer fora do cargo”, disse Moro, ao deixar claro que a saída foi motivada por decisão de Bolsonaro.

 

“O presidente me disse que queria ter uma pessoa do contato pessoal dele, que ele pudesse colher informações, relatórios de inteligência, seja diretor, superintendente, e realmente não é o papel da Polícia Federal prestar esse tipo de informação. As investigações têm de ser preservadas." 


Em pronunciamento, Bolsonaro rebateu as acusações do ex-ministro da Justiça e disse que Moro condicionou troca de Valeixo a indicação para o Supremo Tribunal Federal. O ex-ministro nega.   

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.