Política

Política

AO VIVO: debate TV Gazeta-Estadão entre candidatos ao governo de SP

Debate trouxe as propostas dos postulantes ao Palácio dos Bandeirantes nas eleições 2018

Estado realizou neste domingo, 16, um debate com os candidatos das eleições 2018 ao governo do Estado de São Paulo. O evento foi realizado em parceria com a TV Gazeta, Rádio Jovem Pan e Twitter. 

Além de mostrar suas propotas, os candidatos aproveitaram o evento para defender candidaturas nacionais e marcar as campanhas de seus partidos. 

A última pesquisa Ibope mostrou que Paulo Skaf tem 22% das intenções de voto, contra 21% de João Doria. Em terceiro, com 8%, aparece Márcio França, do PSB, que tenta a reeleição. Também vão participar os candidatos Luiz Marinho (PT), Lisete Arelaro (PSOL), Marcelo Cândido (PDT) e Rodrigo Tavares (PRTB).  

 

Com mediação da jornalista Maria Lydia Flandoli, da TV Gazeta, o encontro teve cinco blocos. 

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 20h48

    16/09/2018

    Obrigado a você acompanhou a transmissão minuto a minuto do debate entre os candidatos ao governo de São Paulo, promovido por TV Gazeta/Estadão/Jovem Pan/Twitter. Veja como foi na reportagem.

    Ficamos por aqui. Até a próxima!

  • 20h31

    16/09/2018

    Marcelo Cândido comenta o debate: "Deixei minhas propostas. Houve muito confronto e SP tem que resolver esse confronto. Tem que ver o perfil dos candidatos, os compromissos com o povo. Para que a população possa escolher. A eleição não está definida e não pode ser resultado de uma guerra entre partidos.

    Marinho foi desrespeitoso (ao falar da possibilidade de ter Cândido em seu eventual governo) porque todos aqui são candidatos ao governo. Tenho minhas propostas e não faço de uma candidatura nenhum apoio a outro candidato, com o que queremos para o país com Ciro Gomes."

  • 20h29

    16/09/2018

    Rodrigo Tavares avalia o debate. "Foi um debate propositivo e assim será até o fim da campanha. Colocamos nossos posicionamentos e a população está atenta. Não dá pra repetir erros do passado. População tem que pensar no futuro de São Paulo.

     

    Acredito que por um lado tenho baixa intenção porque não sou conhecido na mídia. Tenho baixa rejeição. Sendo mais conhecido, nosso projeto representa Brasil, São Paulo, um projeto de mudança.

     

    Críticas a Bolsonaro é a resistência de quem faz a velha política. Acredito na dinâmica das redes sociais. Temos que quebrar o ciclo de poder de São Paul e do País. "

  • 20h27

    16/09/2018

    Lisete comenta o debate: "Muito interessante a oportunidade de apresentarmos com moderação e tempo nossos projetos. O PSOL tem pouco tempo na TV e aqui tivemos mais tempo para mostrar nossas propostas.

     

    A estratégia do partido é colocar militância na rua. E nas redes sociais. Sem elas, não conseguiríamos nos apresentar. Sou a única mulher candidata e quero que olhem nossa candidatura com atenção.

     

    Nós temos mostrado nossa proposta independente de bater neste ou naquele candidato. Temos divergências com todos. O PSOL só coligou com o PCB e é com eles que temos identidade. Acho salutar haver divergências e debates. Parte dos meus adversários quer privatizar tudo."

  • 20h24

    16/09/2018

    BR18

    Um grande mérito do debate entre os candidatos ao governo de São Paulo: a Educação foi discutida como uma questão central do interesse do eleitor paulista.

     

    Falou-se, com razoável profundidade, sobre qualidade do ensino e das escolas, sobre condições de trabalho e valorização dos professores e implementação de tecnologia

    (Marcelo de Moraes)

     

  • 20h24

    16/09/2018

    Marinho, após o debate: "Tem que observar as diferenças de como cada candidato reage. E acima de tudo ver o que cada um fala. Tem quem abandona a cidade e diz que vai fazer mais do que o seu partido faz há 24 anos. Tem que ver a vida dos candidatos. Fui ministro do Trabalho de Lula, tenho experiência para colocar à disposição do povo do Estado. Daremos atenção especial à geração de empregos.

     

    SP é o principal estado do País. Não dá pra não falar do cenário nacional. Sou do time do Lula, do 13, com Haddad, Suplicy e Tatto senadores. Um time que vai cuidar de São Paulo e que vai cuidar do País."

  • 20h22

    16/09/2018

    França comenta o debate: "Ficou claro quem tem preparo. Você pergunta coisas óbvias e se você não responde, quer dizer que não está preparado. Tenho experiência. São Paulo não pode ser uma experiência de vaidade. Tem que ser escolhido alguem a altura de São Paulo. 

     

    Conforme os candidatos são conhecidos, eles caem. Tem candidato que não tem nenhuma noção do Estado. Tem que saber o mínimo do Estado, como o número de funcionários. Tem que engatar para tirar o carro do lugar, não só acelerar."

  • 20h20

    16/09/2018

    Skaf comenta o debate: "É sempre uma boa oportunidade. O eleitor precisa conhecer melhor cada candidato. Os projetos, soluções, argumentos. Creio que sempre um debate adiciona. Se não resolve tudo, no conjunto dos debate isso sem dúvida dá ao eleitor um forma de chegar a uma conclusão de voto. É prática da democracia.

     

    Minha campanha tem sido simples. De verdade. Nosso "V" da campanha não é de vitória, é o "V" da verdade. Temos propostas firmes e convicção de que podemos melhorar as coisas em São Paulo."

  • 20h18

    16/09/2018

    Após o debate, Doria  comenta o evento: "Avalio bem o debate, sempre é positivo. Colocamos com clareza que sou liberal. Defendo um estado menor, mais eficiente. Defendo a geração de emprego e renda através de investidores nacionais e internacionais. Posso atraí-los para o Estado.

     

    É normal (ser alvo), liderando as pesquisas. Relevo e coloco como parte do debate democrático. O que vale são as propostas. SP pode gerar prosperidade e empregos"

     

    Respeito todos os candidatos. A opinião pública também. Vamos trabalhar. Quem nos assiste é quem decide."

  • 20h16

    16/09/2018

    No Twitter, Doria foi o candidato mais citado, em número, pelos internautas, com 31% das menções. Marinho, com 22%, e França, com 21%, fecham a lista dos três candidatos mais citados na rede social

  • 20h14

    16/09/2018

    BR18

    Lideres na corrida pelo governo, Paulo Skaf e João Doria adotaram estratégias opostas durante o debate.

    Doria foi mais incisivo e buscou o voto antipetista, atacando diretamente Lula. Mas também trocou ataques com o governador Márcio França e com Skaf. O candidato do MDB, ao contrário, preferiu ser mais discreto e evitou correr riscos. O plano, claramente, era o de garantir a posição nas pesquisas que lhe garantiria uma vaga no segundo turno ao lado de Doria, se a eleição fosse hoje

     

    (Marcelo de Moraes)

  • 20h13

    16/09/2018

    Fim do debate TV Gazeta/Estadão/Jovem Pan/Twitter entre os candidatos a governador de São Paulo.

  • 20h12

    16/09/2018

    Marinho: "É uma alegria de participar do time de Lula. Time do 13. Você que nos acompanha: já mostramos como se faz para criar empregos e investir na educação, apoiando o povo trabalhador, gerando oportunidades. Sou do time do Lula, com Haddad Presidente."

  • 20h12

    16/09/2018

    França: "Estou há cinco meses como governador. Tenho 30 anos de experiência. Reeleito prefeito com 93% dos votos. Honro meus compromissos. Minha palavra vale. SP é um exemplo e não vai deixar de ser."

  • 20h11

    16/09/2018

    Skaf: "Todas as vezes que debatemos São Paulo, a gente chega à conclusão de que tem melhorar muita coisa. Me sinto preparado porque quero transformar SP em um exemplo a ser seguido até fora do Brasil."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.