Política

Política

Eleição no Congresso Nacional

Com tumulto e sessão suspensa, Senado ainda não definiu presidente; Rodrigo Maia foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados

Após deputados e senadores eleitos tomarem posse na sexta-feira, 1º, em Brasília, Câmara e Senado fizeram sessões para definirem suas mesas executivas.

 

Os deputados reelegeram Rodrigo Maia (DEM) como presidente, mas no Senado, a sessão foi suspensa após tumulto e discussões entre os parlamentares, que discordavam sobre voto aberto e sobre Davi Alcolumbre (DEM) atuar como presidente em exercício da casa. Veja como foi.

 

Neste sábado, após o presidente do STF, ministro Dias Toffolideterminar que seja secreta a votação que vai definir o novo presidente do Senado, outra conusão: na hora da apuração dos votos em cédula, a Mesa Diretora constata 82 votos. A presidência decide refazer a votação e Renan Calheiros retira a candidatura.

 

Acompanhe:

 

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 20h11

    02/02/2019

    Encerramos aqui a cobertura da eleição no Congresso Nacional.

     

    Agradecemos pela audiência. Boa noite! 

  • 20h02

    02/02/2019

    Traições e consensos: uma história visual do governismo na Câmara.

     

    Leia mais

  • 19h48

    02/02/2019

    Questionado se decidiu se antecipar ao final da votação por perceber que poderia perder a disputa, Renan negou e respondeu que a iniciativa de alguns senadores de cobrarem a abertura voto inibiu seus eleitores. "Eu estou saindo porque abriram o voto. Exigiram que o PSDB abrisse os votos para inibir quatro votos que tínhamos no partido. O próprio filho do presidente da República abriu o voto", disse, dando a entender que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-SP) poderia ter votado nele antes da anulação do primeiro processo de votação

  • 19h47

    02/02/2019

    O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, usou uma passagem bíblica para comemorar a vitória de Davi Alcolumbre (DEM-AP) para a presidência do Senado.

     

    “Davi respondeu: Você vem contra mim com espada, lança e dardo. Mas eu vou contra você em nome do Senhor Todo-Poderoso, que você desafiou”, postou Onyx, no Twitter, trecho do primeiro livro de Samuel, do Antigo Testamento

  • 19h39

    02/02/2019

    Ele também agradeceu ao senador Esperidião Amin, que disputou contra ele e teve 13 votos. "É da democracia [perder]. Nós todos somos do mesmo time. Quero o melhor para o Senado e para o Brasil. O senhor vai contar com parceiros leais", respondeu Amin

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli)

  • 19h39

    02/02/2019

    Durante o discurso, Alcolumbre cumprimentou o senador Renan Calheiros (MDB-AL) que saiu derrotado do pleito. Pressionado e vislumbrando uma possível derrota, Renan renunciou à candidatura durante uma segunda tentativa de votação. "Quero dizer ao senador Renan Calheiros que ele terá o mesmo tratamento que todos os partidos devem ter. Quero sentar nessa cadeira, trabalhei para que isso acontecesse", disse.

     

    Logo no início de seu discurso como presidente, Davi agradeceu aos senadores que abriram mão de suas candidaturas em prol da sua. "Juntos vamos fazer a mudança que o Brasil e o Senado precisam", disse

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli)

  • 19h38

    02/02/2019

    Não tenho inimigos na política. A condição de adversário é passageira. Situação e oposição contarão com as mesmas prerrogativas dessa Presidência", disse.

     

    Para ele, o Senado precisa recuperar prestígio e credibilidade junto à sociedade. Para isso, Alcolumbre prometeu transparência. Ele também afirmou que é preciso ouvir a voz das ruas para entender o que é preciso fazer no Legislativo. "Não devemos temer as críticas das ruas. Devemos ouvi-las com atenção", disse

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli)

  • 19h38

    02/02/2019

    Sem citar explicitamente a reforma da Previdência, o senador afirmou que as reformas são urgentes para ajudar na recuperação do país.

     

    Após uma das eleições mais disputas e conflituosas para a Presidência do Senado, Alcolumbre afirmou que não irá conduzir os trabalhos legislativos com "revanchismo". "Meus adversários terão a minha deferência

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli)

  • 19h37

    02/02/2019

    "Será o fim do segredismo. No que depender da minha condução essa será a derradeira sessão do segredismo, do conforto enganoso do voto secreto", disse. Para extinguir esta modalidade de votação, será preciso alterar o Regimento Interno da Casa. Davi também entrou em outro tópico que tem apelo dentre os senadores recém-chegados. Ele afirmou ao plenário que todos serão tratados da mesma forma. "Não haverá mais senadores e senadoras de alto ou baixo clero", disse

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli) 

  • 19h34

    02/02/2019

    Em seu primeiro discurso como presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) prometeu acabar com o voto secreto na Casa e prometeu votar as reformas que serão propostas pelo governo, como a reforma da Previdência

     

    (Mariana Haubert, Renan Truffi, Camila Turtelli) 

  • 19h27

    02/02/2019

    O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) foi eleito, em primeiro turno, presidente do Senado com 42 votos. No total, 77 parlamentares votaram na segunda tentativa de votação. Em seu primeiro pronunciamento, após eleição para a presidência do Senado, Davi Alcolumbre adotou o tom conciliador. Ele agradeceu os senadores, com atenção especial a Renan Calheiros e os demais candidatos. "Quero dizer ao Renan Calheiros que ele terá dessa Presidência o mesmo tratamento que todos os partidos devem ter", disse. "Não tenho inimigos na política, a condição de adversário é passageira".

     

    Leia a reportagem completa

     

    (Foto: Dida Sampaio/Estadão)

     

     

    Foto: Dida Sampaio/Estadão

  • 19h24

    02/02/2019

    Entenda o fim da hegemonia do MDB no Senado no site BR18

  • 19h10

    02/02/2019

    Davi Alcolumbre (DEM) agradeceu Alvaro Dias, Major Olímpio, Tasso Jereissati e Simone Tebet

  • 19h09

    02/02/2019

    Neste momento, Davi Alcolumbre (DEM) faz seu primeiro discurso como presidente do Senado

  • 19h07

    02/02/2019

    Davi: "Quero agradecer a Deus pela oportunidade de sentar nesta cadeira"

Estadão Blue Studio Express

Conteúdo criado em parceria com pequenas e médias empresas. Saiba mais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.