Sérgio Lima/AFP
Sérgio Lima/AFP

Rodrigo Maia é reeleito presidente da Câmara com 334 votos

Deputado do DEM consegue a reeleição para mais dois anos à frente da Câmara

Camila Turtelli e Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2019 | 21h29

Com apoio de partidos de todos os espectros políticos, Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados nesta sexta-feira, 1, para um novo mandato de dois anos. Ele obteve o expressivo apoio de 334 votos a seu favor e foi eleito em primeiro turno.

Após o resultado, Maia agradeceu o apoio de familiares, aliados e adversários.  "Tive a oportunidade conhecer os que estão chegando. Teremos muitos desafios. A Casa precisa de modernização. Precisamos comandar as reformas pactuadas junto com governadores e prefeitos de todos partidos."

Seu principal adversário nesta disputada, Fábio Ramalho (MDB-MG) teve apenas 66 votos. Ele derrotou ainda Ricardo Barros (PP-PR) que teve apenas 4 votos, Marcel Van Hattem (NOVO-RS) ficou com 23, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) com 50, JHC (PSB-AL) com 30 e General Peternelli (PSL-SP) com 2. 

Maia teve o apoio formal dos dois principais blocos formados na Câmara nesta sexta. A maior divisão, encabeçada pelo PSL, de Jair Bolsonaro, com PP, PSD, MDB, PR, PRB, DEM, PSDB, PTB, PSC E PMN, com 301 parlamentares e também a divisão com PDT, PODE, SD, PCdoB, PATRI, PPS, PROS, AVANTE, PV e DC, com 105 deputados.

Os dois blocos dominaram as titularidades na Mesa Diretora deixando o terceiro grupo, formado por PT, PSB, PSOL e Rede, com duas suplências. Maia chorou assim que soube do resultado e foi muito abraçado por seus colegas durante a comemoração.

Tudo o que sabemos sobre:
Rodrigo Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.