Estadão e Divulgação
Estadão e Divulgação

RedeTV! é 4ª emissora a desistir de debate com candidatos em SP

Globo impôs condições que não devem ser aceitas pelas campanhas paulistanas; cidade contou apenas com encontro da Band nas eleições 2020

Paula Reverbel, O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2020 | 20h03

A RedeTV! enviou um comunicado às campanhas nesta quarta-feira, dia 7, para informar do cancelamento do debate entre candidatos à Prefeitura de São Paulo que agendado para o dia 23 de outubro. A emissora citou protocolos sanitários como o motivo da decisão. É o quarto debate cancelado – CNN, Record e SBT também haviam  desistido de sediar encontros do tipo. Como a Globo impôs condições que não devem ser aceitas pelas campanhas paulistanas, é possível que a corrida eleitoral não tenha mais um embate entre candidatos transmitido por uma emissora antes do primeiro turno.

A CNN e a Record anunciaram os cancelamentos na terça. O debate do SBT havia sido cancelado em setembro. Já Globo decidiu que só fará debates no primeiro turno das eleições 2020 onde houver acordo entre os partidos para que apenas os quatro primeiros colocados na pesquisa eleitoral mais recente (Ibope ou DataFolha) participem dos debates Candidatos em São Paulo já sinalizaram que não vão concordar com os termos – o deputado Celso Russomanno (Republicanos) é um deles.

Os eleitores da cidade tiveram apenas o debate da Band, no dia 1º de outubro, para assistirem ao confronto de ideias. A emissora é tradicionalmente a que realiza o primeiro embate entre candidatos. Na ocasião, estiveram presentes:  Andrea Matarazzo (PSD), Arthur do Val (Patriota), Bruno Covas (PSDB), Celso Russomanno (Republicanos), Guilherme Boulos (PSOL), Jilmar Tatto (PT), Joice Hasselmann (PSL), Márcio França (PSB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) e Filipe Sabará (Novo). Sem ser convidada inicialmente, Helou conseguiu participar graças a uma decisão liminar da Justiça.

Emissoras de rádio e de TV podem escolher realizar debates mas, caso optem por realizar o encontro, são obrigados por lei a convidar todos os candidatos de partidos que elegeram pelo menos cinco parlamentares no Congresso Nacional nas eleições de 2018. A Rede, de Helou, elegeu apenas um.

“Isso é péssimo. O debate é muito importante para a democracia. Quem fugir dele, está fugindo da democracia”, afirmou França, candidato pelo PSB, ao Estadão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.