Ueslei Marcelino/REUTERS
Ueslei Marcelino/REUTERS

Joaquim Barbosa confirma que não será candidato à Presidência

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) utilizou as redes sociais para comunicar a decisão

Ana Paula Niederauer e Ana Carolina Neira, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 10h14

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, cogitado há alguns meses como pré-candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB) à Presidência da República, confirmou nesta terça-feira, 8, que não concorrerá ao cargo. De acordo com ele, a decisão é "estritamente pessoal".

Na mais recente pesquisa Datafolha, do mês passado, Barbosa aparecia bem posicionado, em torno dos 10% das intenções de voto, superando políticos tradicionais como o tucano Geraldo Alckmin, que ficou entre 7% e 8%.

A ideia do partido era lançar sua candidatura até o dia 15 de maio

 

 

Ele vinha mantendo suspense sobre a decisão de disputar ou não a Presidência. À revelia, o PSB já havia começado a montar uma estrutura de campanha e a procurar partidos para compor a chapa presidencial. Os dirigentes pessebistas avaliaram que era necessário antecipar a organização da legenda mesmo sem o aval do ex-ministro.

++ Presidente do PSB diz que decisão de Joaquim Barbosa é 'compreensível'

Em abril, a bancada da legenda na Câmara divulgou manifesto público cobrando de Barbosa contribuição para que a sigla pudesse “revigorar” o projeto eleitoral apresentado em 2014, quando o partido teve candidatura própria ao Palácio do Planalto.

++ 'Não é para qualquer um, precisa ter estômago de aço', diz França sobre desistência de Barbosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.