Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

'Não é para qualquer um, precisa ter estômago de aço', diz França sobre desistência de Barbosa

Na avaliação do governador de São Paulo, concorrer ao Planalto exige preparação e muita disposição para enfrentar as críticas

Adriana Ferraz, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 11h20

A decisão tomada pelo ex-ministro Joaquim Barbosa (PSB) de não disputar a Presidência da República já era esperada, na avaliação do governador de São Paulo, Márcio França (PSB). “Ele nunca havia dito que seria candidato. Isso (candidatura) não é para qualquer um. É muita pressão, muda totalmente a sua vida e da sua família”, disse. 

Defensor da candidatura de seu antecessor no Palácio dos Bandeirantes, Geraldo Alckmin (PSDB), França afirmou que concorrer ao Planalto exige preparação e muita disposição para enfrentar as críticas. “E a exposição, que é muito dura e assusta muito quem é de fora da política. Foi o que aconteceu com o Luciano Huck. Ele e o Barbosa tinham vontade de participar, de influenciar o debate, mas não aceitaram partir para o enfrentamento. Na vida pública, o grau de críticas é avassalador. Precisa ter estômago de aço para aguentar.”

++ Presidente do PSB diz que decisão de Joaquim Barbosa é 'compreensível'

França afirmou agora que não sabe como ficará a situação de Barbosa no PSB após o anúncio de sua decisão. “Mas ele não disse que não será candidato a nada, só que não será candidato à Presidência. Pode compor uma chapa com vice, quem sabe do Alckmin. Ou pode disputar o Senado. Tenho certeza que ele tem voto para isso”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.