reprodução
reprodução

Interesse por pré-candidatos cresce com polêmicas e tragédias

Pré-candidato nas eleições 2018, Jair Bolsonaro aparece com destaque quando sai em defesa da ditadura militar

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

26 Junho 2018 | 05h00

O levantamento feito na plataforma Google Trends, considerando o período desde 2004, mostra que as buscas pelos pré-candidatos nas eleições 2018 disparam em momentos polêmicos, discussões ou tragédias. Líder nas pesquisas nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (condenado e preso na Lava Jato), o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, aparece com destaque na internet basicamente em dois momentos: quando sai em defesa da ditadura militar e seus personagens ou quando se envolve em alguma polêmica ou processo.

+++ Busca por eleição na internet é a maior desde 2004

O auge de Bolsonaro, com 100 pontos (representando o momento em que mais se pesquisou sobre ele desde 2004) foi quando o deputado federal homenageou o coronel Brilhante Ustra na votação do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, em abril de 2016. O mesmo aconteceu quando foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por racismo, com 85 pontos, e quando reportagens vasculharam antigos atos de indisciplina no Exército, com 59 pontos.

+++ Fachin decide submeter recurso de Lula ao plenário do STF

Ciro Gomes (PDT) atingiu seu pico nas buscas do Google ao participar de um episódio envolvendo Arthur Moledo do Val. O youtuber acusa ter sido agredido por Ciro, em vídeo que viralizou na rede. O momento rendeu 93 pontos.

Marina Silva, da Rede, e Geraldo Alckmin, do PSDB, guardam um aspecto em comum – ambos só aparecem com mais firmeza nas buscas em momentos próximos da eleição ou por conta de tragédias. A morte de Eduardo Campos durante o período eleitoral de 2014 fez Marina atingir 75 pontos nas pesquisas por seu nome no Google, segunda vez em que mais se pesquisou a pré-candidata, perdendo somente para quando ficou em 3º. lugar nas eleições em 2010. Alckmin também foi mais buscado quando perdeu o filho em um acidente de helicóptero.

+++ Eleições 2018: conheça os pré-candidatos à Presidência da República

Nomes que exploram a imagem do novo no cenário eleitoral, os empresários Flávio Rocha (do PRB) e João Amoêdo (do Novo) se destacaram nas buscas quando apareceram em entrevistas ou durante o lançamento de suas pré-candidaturas. Já Henrique Meireles, do MDB, ganha protagonismo quando assumiu o Ministério da Fazenda no governo Temer.

+++ Entenda as diferenças entre o fundo eleitoral e o fundo partidário

O pré-candidato Guilherme Boulos, do PSOL, teve pico de audiência de 63 pontos em junho de 2005, quando liderou invasão de sem-teto a um terreno da Volkswagen, em São Bernardo do Campo.

As buscas no Google

Jair Bolsonaro

Ciro Gomes

Marina Silva

Geraldo Alckmin

Manuela D'Avila

Guilherme Boulos

Henrique Meirelles

João Amoêdo

Flávio Rocha

Álvaro Dias

Fernando Haddad

Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.