Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Jair Bolsonaro lidera com 19% em São Paulo, aponta pesquisa Ibope

Em pesquisa sobre as eleições 2018 realizada apenas com eleitores do Estado, deputado federal aparece em primeiro em cenário em que o ex-presidente Lula é substituído por Jaques Wagner; com Fernando Haddad no pleito, Bolsonaro tem 17%

Marcelo Osakabe, O Estado de S.Paulo

29 Junho 2018 | 21h34

SÃO PAULO - O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da pesquisa de intenção de voto realizada pelo Ibope com eleitores do Estado de São Paulo no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo o levantamento sobre as eleições 2018 realizado a pedido da TV Bandeirantes, o parlamentar fluminense chega a 17% no cenário em que o petista é substituído pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, e 19% quando a vaga é ocupada pelo ex-governador da Bahia, Jaques Wagner

++ Sem Lula, Jair Bolsonaro lidera com 17%, diz CNI/Ibope

++ Eleições 2018: Doria e Skaf têm empate técnico em São Paulo, diz Ibope

O desempenho é similar ao obtido na última pesquisa, realizada no final de maio, em meio à greve dos caminhoneiros. Nela, Jair Bolsonaro obteve 19% das preferências no cenário com Haddad. Como a margem de erro é de três pontos, Bolsonaro está tecnicamente empatado com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que obteve os mesmos 15% de intenção de voto da pesquisa anterior, e com a ex-ministra Marina Silva (Rede), que subiu de 11% para 13%. Os resultados independem do candidato petista testado.

++ Eleições 2018: conheça os pré-candidatos à Presidência da República

Ciro Gomes (PDT) aparece em quarto colocado, com entre 6% e 7% das intenções de voto, mesmo patamar de maio (6%). Haddad tem 3% das intenções no cenário em que seu nome é testado. Já Wagner não pontuou.

De acordo com a pesquisa eleitoral, Alvaro dias (Podemos) tem entre 2% e 3% das preferências. Henrique Meirelles (MDB) alcança 2% das intenções de voto e o ex-presidente Fernando Collor de Mello obtém entre 1% e 2%, a mesma faixa de João Amoêdo (Novo). Aldo Rebelo (Solidariedade), Guilherme Boulos (Psol), Manuela D'Ávila (PCdoB), Rodrigo Maia (DEM), Flávio Rocha (PRB), Levy Fidelix (PRTB), Paulo Rabello de Castro (PSC), Valéria Monteiro (PMN) e João Goulart Filho (PPL) pontuam entre zero e 1%.

+ 'Aqui no Brasil não existe isso de racismo', diz Bolsonaro em Fortaleza

Brancos e nulos foram 21% no cenário com Haddad e 28% no cenário com Wagner. O porcentual dos que não souberam ou não quiseram responder oscilou entre 4% e 5%.

Cenário com Lula nas eleições 2018

 No cenário em que seu nome é testado, o ex-presidente chega a 24% das intenções de voto, nível ligeiramente superior ao de maio (23%). Com a avanço, ele deixa de empatar tecnicamente com Bolsonaro, que alcança os mesmos 17%. Em seguida, aparecem Alckmin (13%), Marina (8%), Ciro (4%), Alvaro Dias e Meirelles (2%). Os demais ficam entre zero e 1%. Brancos e nulos atingem 21% e não sabem/não responderam chegaram a 5%. 

+ 'Quer dizer que sou mais bandido que o Lula'?, diz Bolsonaro sobre rejeição

A pesquisa foi feita entre os dias 23 e 26 de junho, com 1008 pessoas. O número de registro no TSE é 03598/2018. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.