O triplex não é do ex-presidente Lula, insiste defesa

O triplex não é do ex-presidente Lula, insiste defesa

Cristiano Zanin Martins falou durante 15 minutos no julgamento do ex-presidente e rechaçou vínculo do petista com imóvel no Guarujá: ‘jamais passou um dia e jamais passou uma noite’

Ricardo Brandt, enviado especial a Porto Alegre, Julia Affonso, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

24 Janeiro 2018 | 10h25

Cristiano Zanin Martins. Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4.

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta quarta-feira, 24, ‘que o tríplex não é do ex-presidente Lula’. Segundo o defensor, que falou durante cerca de 15 minutos no julgamento do petista, perante o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), Lula ‘também não tem a posse’ do imóvel do Guarujá, no litoral de São Paulo.

O imóvel é o pivô da condenação de nove anos e seis meses, por corrupção e lavagem de dinheiro, imposta ao petista pelo juiz federal Sérgio Moro. A sentença está sendo analisada pelo Tribunal da Lava Jato.

“Todos nós sabemos que o triplex pertence e sempre pertenceu à OAS Empreendimentos. A propriedade, segundo a lei, segundo o artigo 1228, é aquele que detém, que consta no cartório de registro de imóveis. Também não tem a posse, ficou claro pela prova dos autos que o ex-presidente jamais recebeu as chaves, jamais passou um dia e jamais passou uma noite. Não há nada que se possa demonstrar essa propriedade”, afirmou.

+ Entenda como vai ser o julgamento de Lula no Tribunal da Lava Jato

+ Entenda os cenários para Lula após julgamento do Tribunal da Lava Jato

+ Lula pode ser preso? Especialistas respondem

A defesa de Lula atacou o juiz federal Sérgio Moro. O criminalista defendeu a ‘nulidade do processo e nulidade da sentença’ do magistrado de 1.ª instância que impôs nove anos e seis meses de prisão ao ex-presidente por corrupção e lavagem de dinheiro no caso tríplex.

“Eu sei que essa Turma já tratou dessa questão, mas não se pode deixar de analisar todos os graves fatos que foram praticados pelo juiz de 1.º grau. Ao longo das investigações, ao longo da ação, inclusive, atos com claros objetivos de gerar fatos políticos”, afirmou.

Triplex foi alvo da Promotoria e do MPF: toda a investigação

Lula deve ser julgado de acordo com a lei e com isonomia

Quem são os julgadores de Lula

Quem são os procuradores que atuam na 2.ª instância

Mais conteúdo sobre:

Lulaoperação Lava Jato