Moro longe da eleição; Huck, de novo, em dúvida

Moro longe da eleição; Huck, de novo, em dúvida

Coluna do Estadão

29 de março de 2021 | 05h00

Sérgio Moro e Luciano Huck. FOTOS: ADRIANO MACHADO/REUTERS E GABRIELA BILO/ESTADÃO

Quem conversou com Sérgio Moro diz que a decisão da Segunda Turma do STF não alterou planos do ex-juiz: ele permanece sem intenção de disputar a Presidência ou qualquer cargo público, porém, continuará atuando como um “player” da política, em campo oposto ao de Jair Bolsonaro. Disposição semelhante quem tem apresentado nos últimos dias é Luciano Huck. No entorno do apresentador, a sensação é de que ele mudou outra vez de humor em relação à possibilidade de ser candidato a presidente, ou seja, está propenso a permanecer na TV.

Vai… Em janeiro último, Huck estava convicto da candidatura. De lá para cá, no entanto, o apresentador oscilou. Se as disposições atuais dele e de Moro de ficarem fora da urna se confirmarem, haverá redução nas opções de centro.

…afunilar. Ao centro, só Ciro Gomes (PDT) tem o caminho partidário pavimentado. No PSDB, além de disputarem entre si, João Doria e Eduardo Leite (com vantagem para o paulista) ainda devem enfrentar os grupos ligados ao deputado Aécio Neves.

Para lembrar. Como mostrou a Coluna, nas bancadas tucanas começa a surgir a ideia de que o PSDB pode abrir mão de encabeçar uma chapa presidencial.

Nem… “O PSDB é protagonista central do Brasil. De tempos em tempos aparece alguém colocando em dúvida isso, desde 2002”, afirma Marco Vinholi, presidente do PSDB-SP, em defesa de João Doria.

…pensar. “A resposta costuma vir na força da nossa militância e nas urnas, como em 2020, quando nos consolidamos como o partido que governa o maior número de eleitores em todo o País”, diz Vinholi.

Está… Mandetta está buscando espaço: participou recentemente de ato online pela instalação da CPI da Covid-19 no Senado.

…na área. “Na impossibilidade de o povo tomar as ruas, nosso ato reuniu vozes da sociedade, 14 partidos de PSOL a PSL, de Alexandre Padilha (PT) a Mandetta, pedindo CPI. A bola tá quicando no pé de Rodrigo Pacheco”, diz Fernando Guimarães, do Direitos Já! Fórum pela Democracia.

Gostei. Apesar das muitas pressões em cima dele pela CPI da Covid-19, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) tem pegado gosto pela alta exposição pública, segundo quem convive com o presidente do Senado. Dizem até que ele tem sonhado com a Presidência.

SINAIS PARTICULARES.
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

Prioridades. A ação (ADPF) da Defensoria Pública da União pedindo o encerramento de inquéritos e ações penais instaurados com base na Lei de Segurança Nacional tem chance de ver uma decisão mais rápida do ministro Gilmar Mendes do que as que discutem o mérito da lei, propostas por PTB e PSB.

CLICK. Em mais um final de semana da fase emergencial em São Paulo, o tradicional Parque do Ibirapuera foi cercado por quem queria aproveitar o domingo de sol.

FOTO: RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS

Soma. João Doria reforçou a pasta do Desenvolvimento Regional, responsável pela articulação com as prefeituras das cidades paulistas. Fernando Fernandes Filho, médico e ex-prefeito de Taboão da Serra, passou a integrar o time do secretário Marco Vinholi.

Soma 2. O ex-prefeito de Taubaté Bernardo Ortiz Júnior está à frente da Subsecretaria de Relacionamento com os Municípios. Rubens Emil Cury, cardiologista que comandou Pederneiras, também faz parte do time.

PRONTO, FALEI!

Simone Tebet. FOTO: PEDRO FRANCA/AG. SENADO

Simone Tebet, senadora (MDB-MS): “Ao plantar insinuações contra Kátia Abreu, o ministro Ernesto Araujo atinge todo o Senado e lança sementes de joio nos campos da democracia.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.