Política

Política

Eleições 2018: Acompanhe a repercussão do resultado do 1º turno em tempo real

Confira análises e notícias sobre os resultados do pleito deste ano e informações sobre candidatos que seguem para o segundo turno em tempo real.

O 'Estado' faz cobertura em tempo real da repercussão dos resultados das eleições 2018 e mais de 300 profissionais estão envolvidos na produção de conteúdo multiplataforma. 

 

Com a totalidade das urnas apuradas, os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) disputarão o segundo turno das eleições. O candidato do PSL venceu em 17 Estados.

 

A "onda Bolsonaro" varreu os Estados e é com ela que o candidato conta para derrotar Fernando Haddad no segundo turno. A orientação da campanha é, nas palavras do presidente do PSL, Gustavo Bebianno, de "porrada" no rival enquanto a equipe trabalha na "humanização" do deputado.

 

O Nordeste que garantiu a vitória a Dilma Rousseff em 2014 também assegurou a ocorrência de segundo turno para Fernando Haddad. O petista fez um aceno mais assertivo na direção do centro político para conquistar eleitores.

 

Para analistas ouvidos pelo Estado, Bolsonaro terá governabilidade caso seja eleito. No entanto, a polarização poderá continuar no próximo governo.

 

Reveja os resultados das eleições para deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente em todo o País. 

  

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 15h38

    08/10/2018

    Encerramos aqui a cobertura do primeiro turno das eleições 2018. Obrigado.

  • 15h36

    08/10/2018

    BR18: A BANCADA DO MBL

     

    Além de seus rostos mais conhecidos – Kim Kataguiri para deputado federal e Arthur do Val, mais conhecido como Mamaefalei para estadual, ambos em São Paulo – o MBL emerge do primeiro turno como uma força política autônoma.

     

    O movimento, surgido nas jornadas pelo impeachment de Dilma Rousseff, elegeu ao todo 4 deputados federais, 2 senadores e 3 deputados estaduais. A ideia é que esses representantes, apesar de alocados em partidos diversos, atuem como uma bancada coesa em temas caros ao MBL: pautas liberais na economia e conservadoras nos costumes

     

    (Vera Magalhães)

  • 15h34

    08/10/2018

    BR18: O 'PACOTE COMPLETO' DE BOLSONARO PARA A DIREITA

    Em artigo publicado na Folha nesta segunda-feira, 8, o cientista político Bruno Garschagen diz que a liderança consolidada nas pesquisas e a ida para o 2º turno representam uma "vitória notável" para Jair Bolsonaro. "Parecia improvável Bolsonaro liderar as intenções de voto do início ao fim da campanha e chegar ao 2º turno como uma força política de direita que o Brasil não via desde, talvez, Carlos Lacerda", afirma.

     

    "O candidato do PSL atendeu a uma demanda reprimida por um candidato de direita que oferecesse o pacote completo: ser e parecer honesto, defender uma agenda baseada no combate à criminalidade; na defesa do direito de autodefesa; no respeito à propriedade privada; na liberdade de mercado; na simplificação e na redução de impostos; no desenvolvimento de uma política doméstica e internacional baseada em critérios técnicos e não ideológicos; no rompimento com a cultura do toma lá dá cá com o Congresso"

  • 15h34

    08/10/2018

    Mapas mostram o resultado da eleição presidencial

     

    Veja mais

    https://cultura.estadao.com.br/blogs/stratosferico/wp-content/uploads/sites/336/2018/10/Sem-título.png

  • 15h16

    08/10/2018

    BR18: JUCÁ: 'A VIDA CONTINUA'

    Derrotado por apenas 434 votos na corrida pela reeleição para o Senado, Romero Jucá (MDB) se mostrou conformado com o resultado e disse que vai seguir trabalhando por Roraima.

     

    "A vida continua", afirmou

     

    (Marcelo de Moraes)

  • 15h09

    08/10/2018

    NEUTRALIDADE

    “Se depender de mim, não apoio nem Bolsonaro nem Haddad”, disse a jornalistas, antes de almoço no Palácio dos Bandeirantes.

     

    França busca, com esta indicação, manter distância na disputa nacional, sem desagradar a eleitores de ambos os lados. Em São Paulo, Bolsonaro obteve 53% dos votos válidos e Haddad, 16%

     

    (Mateus Fagundes e Pedro Venceslau)

  • 15h07

    08/10/2018

    NEUTRALIDADE

    O candidato do PSB ao governo paulista, Márcio França, sinalizou no começo da tarde desta segunda-feira, 8, que vai optar pela neutralidade no segundo turno da disputa presidencial entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

     

    (Mateus Fagundes e Pedro Venceslau)

  • 15h04

    08/10/2018

    STF quer pacto nacional com futuro presidente para garantir governabilidade

     

    Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) querem que seja firmado um "pacto republicano" com o futuro presidente da República - seja ele quem for - para tentar chegar a um "caminho do meio" que garanta a governabilidade do novo chefe do Executivo.

     

    A avaliação de integrantes da Corte é a de que, em meio à forte polarização que divide o País e opõe Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), o STF não poderá submergir, devendo exercer nos próximos anos um papel ainda maior de protagonismo como árbitro de conflitos, no sentido de conferir maior segurança jurídica e preservar direitos de minorias. (Amanda Pupo e Rafael Moraes Moura) Leia mais aqui.

     

    Foto: André Dusek / Estadão

    stf

  • 15h02

    08/10/2018

    BR18: ELEIÇÃO DE MAIOR IMPACTO NA REDE

     

    As eleições 2018 provocaram o maior impacto no Twitter em relação a outros eventos políticos já registrado pela FGV-DAPP desde 2014. Foram 4,85 milhões de tuítes sobre os candidatos até as 22h de domingo, 7.

     

    Jair Bolsonaro recebeu 3,47 milhões de menções até o horário. Ciro Gomes (1,34 milhão) foi o segundo mais mencionado, mas foi ultrapassado por Fernando Haddad quando foi definido que o petista iria para o segundo turno com o deputado

  • 15h02

    08/10/2018

    Vídeo

     

    Nos bares e nas ruas, apoiadores de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad acompanharam a apuração dos votos com apreensão. Os eleitores dos dois candidatos se mostraram otimistas para o segundo turno.

  • 15h02

    08/10/2018

  • 15h00

    08/10/2018

    Rio de Janeiro

     

    O candidato do PSC ao governo do Estado do Rio, Wilson Witzel, participou de um ato de campanha em Petrópolis, na Região Serrana, no último dia 30, em que o então candidato a deputado estadual, Rodrigo Amorim (PSL) quebrou uma placa de homenagem a Marielle Franco, vereadora do PSOL assassinada em março. Witzel aparece em vídeo e foto do evento ao lado de Amorim e do então também candidato a deputado federal Daniel Silveira (PSL). Amorim e Silveira exibem a placa em pedaços enquanto Witzel discursa. (Roberta Pennafort)

     

     

    Foto: Roberta Jansen / Estadão

    foto polemica

  • 14h57

    08/10/2018

    Nova Câmara

     

    De nanico até o ano passado, o PSL conseguiu eleger a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados no domingo. Foram 52 cadeiras conquistadas, sendo 12 delas no Rio de Janeiro, reduto eleitoral do presidenciável Jair Bolsonaro. O partido só terá menos deputados que o PT, que conquistou 57 vagas. 

     

    Embora repita o feito de 2014 ao eleger a maior bancada, o resultado do partido de Fernando Haddad, que está no segundo turno contra Bolsonaro, foi pior do que há quatro anos. Na ocasião, o partido elegeu 68 deputados federais. (Renato Vasconcelos e João Abel) Leia mais aqui.

     

    Foto: Dario Oliveira

    nova camara

  • 14h54

    08/10/2018

    Vídeo

     

    A ex-presidente Dilma Rousseff fracassou na tentativa de conquistar uma das duas vagas do Estado de Minas Gerais para o Senado nas eleições de domingo. Ela ficou atrás de Rodrigo Pacheco, do Democratas, e Carlos Viana, do PHS.

  • 14h54

    08/10/2018

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.