Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

MBL pede aos seguidores para não irem ao MASP comemorar prisão de Lula

Evento organizado pelo Movimento Brasil Livre foi cancelado para evitar possíveis confrontos com grupos e entidades sindicais ligadas ao Partido dos Trabalhadores

Flavia Alemi e Rodolfo Mondoni, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2018 | 15h24

O Movimento Brasil Livre (MBL) abandonou os planos de ir ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, para celebrar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta tarde, em evento batizado de "Carnalula". Em comunicado divulgado em suas redes sociais, o MBL solicita, ainda, que seus seguidores evitem a área.

+++Entenda o que acontece se Lula não se entregar à PF 

"(...) pedimos que nossos apoiadores também evitem a região devido à mobilização local de grupos e entidades sindicais ligadas ao Partido dos Trabalhadores, que devem provocar confrontos violentos a fim de desrespeitar a lei e a ordem democrática", diz a postagem da organização.

+++Se resistir, Lula pode ser algemado, dizem juristas

Lula passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com os filhos e correligionários. Estiveram com ele a ex-presidente Dilma Rousseff e os presidenciáveis Guilherme Boulos (PSOL) e Manuela D’Ávila (PCdoB), entre outros aliados. Faltando pouco mais de 1 hora para o fim do prazo para que ele se entregue 'voluntariamente’ na sede da Polícia Federal, Lula continua no sindicato, seu antigo reduto.

Prisão de Lula AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a prisão do ex-presidente minuto a minuto.

Confira a cobertura do 'Estadão' em tempo real sobre a prisão do ex-presidente

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.