EFE/EPA/CHRISTOPHE PETIT TESSON
EFE/EPA/CHRISTOPHE PETIT TESSON

Líder de esquerda na França diz que Lula sofreu 'golpe judicial'

Jean-Luc Mélenchon destacou permanência do ex-presidente no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e pediu que aguentasse firme

Nayara Figueiredo, O Estado de S.Paulo

08 Abril 2018 | 11h51

O líder do movimento de esquerda francês França Insubmissa, Jean-Luc Mélenchon, citou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante discurso e afirmou que Lula, condenado na Operação Lava Jato, sofreu um "golpe judicial", de acordo com um vídeo veiculado nas redes sociais neste domingo, 8. "Nossa corrente, que se diz derrotada e perdida, foi golpeada duramente, especialmente na América Latina, onde você está vendo agora um golpe judicial contra Lula", disse Mélenchon.

+++AO VIVO: Prisão de Lula

Mélenchon teceu críticas sobre os opositores de Lula no Brasil. "Quando eles não conseguem eliminar um candidato, eles botam na cadeia", disse, lembrando que Lula já havia se posicionado como pré-candidato à Presidência nas eleições deste ano pelo PT e liderava as intenções de voto no País. No vídeo, o líder francês ainda classificou "eles", os opositores de Lula, como "corruptos".

+++'Sem Lula, esquerda não tem candidato', diz historiador

+++Coluna do Estadão: Petistas aconselharam Lula a pedir asilo à Rússia

O discurso também faz uma referência ao período em que Lula permaneceu no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, entre sexta-feira (6) e sábado (7), momento em que o ex-presidente esteve "sob a proteção dos trabalhadores". Ao final, Mélenchon pediu que o "camarada" brasileiro aguentasse firme e disse que outros países passam pelos mesmos problemas. "Nós, que estamos no coração do mundo capitalista e que uma força como a nossa existe, devemos vigiar", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.