Jaelson Nunes
Jaelson Nunes

Movimentos agrários realizam manifestação pelo País em defesa do ex-presidente Lula

Integrantes do Movimento Social de Luta ocuparam uma fazenda em Dracena, no interior de SP; No sul da Bahia, a Frente Nacional de Luta Campo e Cidade bloqueou a rodovia BR-101, em Teixeira de Freitas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2018 | 08h54

SOROCABA - Integrantes do Movimento Social de Luta (MSL) voltaram a ocupar a Fazenda Espinheiro Preto, na madrugada desta quarta-feira, 24, em Dracena, interior de São Paulo. Antes de entrar na área, cerca de 50 militantes bloquearam a rodovia vicinal Noritaro Murata. A estrada já foi liberada. A fazenda já havia sido ocupada na semana passada. Os manifestantes protestam contra a condenação do ex-presidente Lula e pedem a retomada da reforma agrária.

Manifestantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL) interditaram as duas pistas da rodovia Raposo Tavares, no km 172, em Itapetininga, interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira. O grupo protesta contra a condenação do ex-presidente Lula, que tem recurso em julgamento no Tribunal Regional Federal (TRF-4), em Porto Alegre. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, cerca de 150 pessoas estão no local e já há filas de veículos nos dois sentidos. Os manifestantes atearam foto em pneus.

No sul da Bahia, integrantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL) bloquearam a rodovia BR-101, em Teixeira de Freitas, na manhã desta quarta-feira, em defesa do ex-presidente Lula e para reivindicar a reforma agrária. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deslocou viaturas para o local e informou que agentes negociam a liberação da pista.

+++ Julgamento de Lula no TRF-4

Em Mato Grosso do Sul, militantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL), movimento dirigido por José Rainha Junior, bloquearam a entrada da unidade da empresa JBS, na Vila Popular, em Campo Grande (MS), na manhã desta quarta-feira. Os manifestantes pedem o direito do ex-presidente Lula de concorrer à eleição presidencial deste ano. A Polícia Militar acompanha o protesto. 

Em Mato Grosso, militantes da FNL bloquearam a BR-364, na Serra de São Vicente, próximo a Cuiabá. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) negociam a liberação da pista.

+++ LEIA TAMBÉM: Exército coloca 1.500 homens de prontidão em Porto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.