Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro: ‘Se der positivo, vão me chamar de inconsequente’

Presidente, que aguarda resultado de exame para coronavírus, evita se aproximar de populares após participar de ato com manifestantes no domingo

Amanda Pupo e Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2020 | 20h23

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro evitou no fim da tarde desta terça-feira, 17, se aproximar de populares que o esperavam na frente do Palácio da Alvorada. O chefe do Executivo aguarda o resultado do segundo exame para o novo coronavírus. “Estou evitando chegar perto. Vai sair mais um exame meu aí, se der positivo vão me chamar de inconsequente”, disse.

A medida de cautela tem sido adotada desde segunda-feira, 16. Antes disso, contudo, Bolsonaro descumpriu recomendação de isolamento pela suspeita de coronavírus e foi às ruas no domingo, onde cumprimentou manifestantes na frente do Palácio do Planalto.

O presidente informou que não há previsão para o resultado do seu novo teste. “Não chegou o resultado, mas chegando, se for positivo ou negativo eu vou divulgar, sem problema nenhum”, declarou.

Ele precisou passar por exames após ter tido contato com pessoas diagnosticadas com a covid-19. Ao menos 14 pessoas da comitiva brasileira que acompanhou Bolsonaro em viagem aos Estados Unidos estão com a doença. 

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Bolsonarocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.