Adriano Machado e Rodolfo Buhrer/Reuters
Adriano Machado e Rodolfo Buhrer/Reuters

Resultado das eleições 2018: 2º turno na corrida presidencial e 13 governadores eleitos

Paraná, Goiás, Bahia, Acre, Espírito Santo, Ceará, Alagoas, Pernambuco, Tocantins, Mato Grosso, Paraíba, Piauí e Maranhão elegeram governadores; veja também senadores eleitos em cada Estado

Isabela Giantomaso, especial para, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2018 | 20h26
Atualizado 07 Outubro 2018 | 23h08

O segundo turno da eleição presidencial de 2018 está confirmado com Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Os presidenciáveis registraram, respectivamente, 46% e 28% dos votos válidos.

Governadores eleitos no primeiro turno

Para o cargo de governador, os Estados do Paraná, Goiás, Bahia, Acre, Espírito Santo, Ceará, Alagoas, Pernambuco, Tocantins, Mato Grosso, Paraíba, Piauí e Maranhão já têm seus representantes eleitos, segundo dados da apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ratinho Junior (PSD) teve 60% dos votos válidos no Paraná, mesma votação do ex-senador Ronaldo Caiado (DEM), eleito governador em Goiás. No Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB) também ganhou no primeiro turno das eleições 2018, com 55% dos votos.

Camilo (PT) foi eleito com 78% dos votos no Ceará. Renan Filho (MDB), com 77% dos votos válidos, foi reeleito governador de Alagoas.

Mauro Carlesse (PHS), do Tocantins, foi reeleito com 57%. No Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) conquistou 58% da votação válida.

A Paraíba também elegeu seu governador no primeiro turno: João Azevêdo (PSB) registrou 58% dos votos. Wellington Dias (PT) foi eleito para o cargo no Piauí, com votação válida de 55%.

No Estado do Maranhão, Flávio Dino (PC do B) foi reeleito com 59% de votos válidos. Roseana Sarney (MDB) ficou em segundo na apuração, com 29%.

Em Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) foi reeleito governador no primeiro turno. Com 99,3% das urnas apuradas,  ele alcançou 50,61% dos votos. O governador Rui Costa (PT) também foi reeleito governador na Bahia, com 75% dos votos válidos. 

No Acre, o candidato Gladson Cameli, do PP, foi eleito com 53% dos votos até às 23h05, com 98,49% das urnas apuradas. Ele bateu o candidato do PT, Marcus Alexandre, que estava em segundo lugar com 34,54% do votos.

Você pode acompanhar a apuração em tempo real pelo ao vivo do ‘Estado’.

Eleitos para o Senado

Em São Paulo, Major Olimpio (PSL) e Mara Gabrili (PSDB) ocuparão os dois cargos do Estado no Senado, com 25% e 18% dos votos, respectivamente. Eduardo Suplicy (PT) ficou em terceiro lugar, com 13% dos votos.

Minas Gerais elegeu os candidatos Rodrigo Pacheco (DEM) e Carlos Viana (PHS), ambos com 20% dos votos. No Rio de Janeiro, Flavio Bolsonaro (PSL) foi eleito com 31%, seguido por Arolde de Oliveira (PSD), com 17%.

No Espírito Santo, Fabiano Contarato (Rede), com 31%, e Magno Malta (PR), com 23%, também estão eleitos para o Senado.  No Paraná, a apuração da urnas eletrônicas registrou Oriovisto Guimarães (Pode), eleito com 29%, e Flávio Arns (Rede) com 23%. O ex-governador Beto Richa (PSDB) ficou na sexta posição nos resultados.

Em Santa Catarina, os candidatos Espiridião Amin (PP) e Jorginho Mello (PR) estão tecnicamente eleitos para o Senado. No Rio Grande do Sul, Luiz Carlos Heinze (PP) registrou 21% dos votos e Paulo Paim (PT) foi reeleito com 17%.

Vanderlan (PP), com 31%, e Jorge Kajuru (PRP), com 28%, são os senadores eleitos no estado de Goiás. A candidata Leila do Vôlei (PSB) e Izalci (PSDB) estão eleitos para as duas cadeiras pelo Distrito Federal com 17% e 15% dos votos, respectivamente.

No Piauí, Ciro Nogueira (PP) e Marcelo Castro (MDB) aparecem com 29% e 26% dos votos. O senador Randolfe Rodrigues (Rede) está reeleito com 47% dos votos no Amapá. O segundo lugar será ocupado por Lucas Barreto (PTB).

Em Alagoas, Renan Calheiros (MDB) foi reeleito para o Senado com 24% dos votos. Em segundo lugar no Estado, Josan Leite (PSL) foi eleito com 10% dos votos. Na Bahia, o ex-governador Jacques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD) conquistaram 35% e 32% da votação.

O Estado do Ceará elegeu para os cargos: Cid Gomes (PDT), com 41%, e Eduardo Girão (Pros), com 17%. O Presidente do Senado Eunício Oliveira não foi eleito e ficou em terceiro lugar, com 16% dos votos.

Em disputa apertada, Humberto Costa (PT) registrou 25% dos votos ao Senado em Pernambuco, seguido por Jarbas Vasconcelos, com 21%.  Capitão Styvenson (Rede) e Zenaide Maia (PHS) são os eleitos no Rio Grande do Norte, com 25% e 22%, respectivamente. Na Paraíba, os senadores com mais votos foram Veneziano (PSB) e Daniella Ribeiro (PP), ambos com 24%.

Os candidatos Nelsinho Trad (PTB) e Soraya Thronicke (PSL), respectivamente com 18% e 16%, conquistaram as cadeiras no Mato Grosso do Sul. No Estado vizinho, Mato Grosso, os representantes do Senado serão Juiza Selma Arruba (PSL) e Jayme Campos (DEM), com 24% e 17% dos votos válidos.

No Maranhão, o candidato Weverton (PDT) registrou 34% e Eliziane Gama 27%.  Ambos obtiveram a maior parte dos votos no Estado. Também na região Nordeste, o Tocantins elegeu Eduardo Gomes (Solidariedade) com 19% e Irajá (PSD) com 16%. Delegado Alessandro Vieira (Rede) e Rogerio Carvalho Santos (PT) conquistaram 25% e 16% da votação no Sergipe.

Na região Norte, no Amazonas, Plinio Valerio (PSDB) teve 25% dos votos. Para a segunda vaga, Eduardo Braga (MDB) conquistou 18%. No Pará, Jader Barbalho (MDB) e Zequinha Marinho (PSC) foram eleitos ambos com 19%.

Rondônia elegeu Marcos Rogério (DEM) e Confúcio Moura (MDB) para as vagas no Senado. Respectivamente, os candidatos pontuaram 23% e 17%. No Acre, Petecão (PSD), com 30%, e Márcio Bittar (MDB), com 23%, estão eleitos.

Em Roraima, até às 22h32, a apuração de votos indicava Chico Rodrigues (DEM) com 22%, Mecias de Jesus com 17,47% e Romero Jucá com 17,34% dos votos. O Estado tem 98% das urnas apuradas./ COLABOROU IGOR MORAES.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.