Lalo de Almeida/The New York Times
Lalo de Almeida/The New York Times

Lula diz que será candidato para 'recuperar soberania do País'

Em nota, petista afirmou que patrimônio nacional está sendo 'vendido de forma irresponsável'

O Estado de S.Paulo

10 Julho 2018 | 10h30

SÃO PAULO - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, afirmou nesta terça-feira, 10, que vai ser candidato nas eleições 2018 para "recuperar a soberania do povo brasileiro". 

+ PT marca protesto contra prisão de Lula na data do centenário de Nelson Mandela

Em nota publicada no site oficial do petista, Lula diz que parte do patrimônio brasileiro está sendo "vendida de forma irresponsável" e que o governo está consolidando o suposto complexo que a elite nacional tem em relação aos Estados Unidos. 

"É muito triste que parte do patrimônio público, construído com muito sacrifício pelo povo brasileiro a partir da metade do século XX, esteja sendo vendido de forma irresponsável, a preço de banana, para encobrir a ilegitimidade de um golpista, para abrir mão de qualquer soberania que um País precisa ter e consolidar o complexo de vira-lata que a elite brasileira sempre teve em relação aos EUA", diz a nota.

+ Juristas dizem que, mesmo solto, petista continuaria inelegível

"Podem ter certeza, vou ser candidato para, entre outras coisas, recuperar a soberania do povo brasileiro", afirma o documento.  Apesar das afirmações do ex-presidente, reportagem do Estado publicada em 8 de junho mostra que siglas de esquerda tratam o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como pré-candidato do PT ao Planalto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.