JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Gleisi critica falta de convite ao PT em evento da CNI com pré-candidatos

Confederação sabatinou presidenciáveis em Brasília; 'Não há razão para excluir Lula de debates', afirma

Vera Rosa, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2018 | 21h38

BRASÍLIA - A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, criticou nesta quarta-feira, 4, a "exclusão" do partido da sabatina promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) com os pré-candidatos ao Palácio do Planalto nas eleições 2018. "Não há qualquer razão de ordem legal para excluir Lula de debates ou sabatinas. A candidatura do ex-presidente será registrada no dia 15 de agosto e somente uma decisão posterior da Justiça Eleitoral, se provocada, poderá levantar a hipótese de inelegibilidade", disse Gleisi, em nota. "Até lá, ele é pré-candidato como qualquer de seus adversários e tem o direito de expor suas ideias." Condenado em segunda instância no caso do triplex do Guarujá, Lula está preso em Curitiba.

+++ Alckmin minimiza resultado de pesquisas e enaltece alianças por tempo de TV

Coordenador do programa de governo do PT, o ex-prefeito Fernando Haddad é muitas vezes escalado para fazer exposições no lugar do petista. "O setor industrial brasileiro conhece Lula e sabe do que ele é capaz, principalmente em situações de crise, como aquela que o mundo enfrentou em 2008 e que superamos por meio do diálogo entre o governo e os representantes empresariais", escreveu Gleisi. Na nota, ela disse que foi "uma grande decepção" o fato de a CNI não ter convidado ninguém do PT para o evento.

+++ Sob aplausos, Bolsonaro critica desde cotas para negros até imprensa

A falta de designação de um porta-voz oficial para representar Lula nos debates, porém, tem sido motivo de muita polêmica no partido. Nos bastidores, muitos petistas dizem que a sigla deveria escolher logo um candidato a vice para cumprir essa tarefa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.