Ministro Marco Aurélio Mello tem joelho operado

Ministro Marco Aurélio Mello tem joelho operado

'Licença nem pensar na minha cabeça, principalmente agora, que eu participo (das sessões de julgamento) de casa', disse o magistrado, que já está em casa trabalhando

Rafael Moraes Moura

20 de setembro de 2020 | 14h12

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello. Foto: Dida Sampaio / Estadão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello foi submetido na tarde de ontem a uma artroscopia no joelho direito, devido a uma lesão no menisco. O ministro já está em casa em recuperação e continuará despachando normalmente.

O procedimento foi realizado pelo médico ortopedista Marcus Montenegro no hospital DF Star, em Brasília.

Marco Aurélio demonstra otimismo com a recuperação. O ministro brinca que espera em breve já estar apto a reforçar o time do Flamengo, do qual é torcedor, após a derrota de 5×0 para o clube equatoriano Independiente Del Valle pela Taça Libertadores. Ou ainda para “resistir melhor certas investidas contra a democracia, contra o povo, contra a República”.

“Licença nem pensar na minha cabeça, principalmente agora, que eu participo (das sessões de julgamento) de casa”, disse o magistrado.

Ministro Marco Aurélio Mello se recupera de cirurgia. Foto: Arquivo pessoal

De acordo com o DF Star, o ministro já recebeu alta, “devido ao seu bom condicionamento físico, e seguirá se recuperando em casa, com acompanhamento de fisioterapeuta”.

Marco Aurélio determinou na última quinta-feira a suspensão do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir indevidamente na Polícia Federal. A paralisação do caso, uma vitória para o Palácio do Planalto, vale até o plenário da Corte decidir sobre como deve ser feito o depoimento de Bolsonaro aos investigadores – pessoalmente ou por escrito.

A decisão foi tomada por Marco Aurélio porque o relator do caso, o ministro Celso de Mello, está de licença médica até o dia 26 deste mês. Marco Aurélio é o segundo ministro com mais tempo de atuação no STF, atrás apenas do decano, que também passou por cirurgia recentemente.

Caberá ao ministro Luiz Fux, recém-empossado presidente da corte, decidir a data em que o tema será analisado. A tendência é que a discussão só ocorra quando o decano já estiver de volta às atividades.

Tudo o que sabemos sobre:

STFMarco Aurélio Mello

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: