Leia íntegra da decisão que bloqueou mais R$ 5 bi da Vale

Leia íntegra da decisão que bloqueou mais R$ 5 bi da Vale

Juíza plantonista Perla Saliba Brito, da Comarca de Brumadinho, destacou "incerteza do futuro financeiro" da mineradora na nova sentença; valores bloqueados da empresa já chegam a R$ 11 bilhões

Igor Moraes, Luiz Vassalo e Fausto Macedo

27 de janeiro de 2019 | 17h03

Escombros em Brumadinhos, Minas Gerais. Foto: Corpo de Bombeiros de MG

A juíza plantonista Perla Saliba Brito, da Comarca de Brumadinho, determinou o bloqueio de mais R$ 5 bilhões da mineradora Vale na noite desta sexta-feira, 26. O montante deverá garantir o atendimento das pessoas atingidas pelo rompimento de barragem na mina Córrego do Feijão.

Na sentença, a magistrada lembra que o próprio presidente da Vale, Fabio Schvartsman, declarou que a tragédia atual deverá gerar um “dano humano” maior do que o provocado pelo desastre de Mariana (MG) e justifica o bloqueio para evitar a demora de eventuais indenizações diante da “incerteza do futuro financeiro” da mineradora.

”Decerto uma avalanche de lides indenizatórias deverá se instalar, o que torna patente a necessidade de assegurar a reparação dos danos de todas as estirpes causados às vítimas e famílias atingidas por esta tragédia, não se podendo olvidar que a higidez empresarial da requerida poderá ser comprometida e ter consequências nefastas à recomposição dos danos causados às vítimas, fazendo-se necessário evitar a demora e inefetividade de eventuais indenizações reparatórias, diante da incerteza do futuro financeiro da empresa requerida”, diz um trecho da decisão.

Com a nova sentença, já chega a R$ 11 bilhões o montante de bens da Vale bloqueados pela justiça.

VEJA ABAIXO A ÍNTEGRA DA DECISÃO:

 

Tudo o que sabemos sobre:

Brumadinho [MG]Vale [empresa mineração]

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.