Coronavírus: PF em São Paulo suspende visitas a presos em sua sede

Coronavírus: PF em São Paulo suspende visitas a presos em sua sede

Superintendência da Polícia Federal em São Paulo também já impôs restrições no atendimento a imigrantes; curso de formação de delegados em todo o país também foi suspenso

Luiz Vassallo

16 de março de 2020 | 17h22

Polícia Federal em São Paulo. Foto: Fernando Bizerra/EFE

A Superintendência da Polícia Federal em São Paulo suspendeu, a partir desta segunda, 16, a suspensão das visitas aos presos em sua sede, na Rua Hugo D’Antola, 95, Lapa. De acordo com a PF, a decisão se dá ‘por conta das medidas de prevenção ao contágio do Coronavírus’.

O Ministério da Saúde atualizou nesta segunda, 16, a sua plataforma de notificação de casos de coronavírus e informa que há no País 234 pacientes confirmados para a doença.

Assim como outros órgãos públicos, a Polícia Federal também precisou mudar sua rotina para o combate à doença. Na Superintendência de São Paulo, o atendimento de imigrantes também ganhou restrições.

Neste sábado, 14, a PF também suspendeu o Curso de Formação Profissional (CFP), referente ao concurso público para provimento de vagas nos cargos de Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal. O curso seria realizado em Brasília e formaria quase 600 policiais federais.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federalcoronavírus

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.