Vídeo edita e distorce entrevista para insinuar que Lula ofendeu negros

Vídeo edita e distorce entrevista para insinuar que Lula ofendeu negros

Conteúdo subverte o sentido de discurso em que petista expõe opiniões sobre a elite brasileira

Victor Pinheiro

31 de janeiro de 2022 | 17h04

Um vídeo enganoso compartilhado nas redes sociais tira de contexto trecho de uma entrevista de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para insinuar que ele defende que negros são “vagabundos”. Em conversa com o site Diário do Centro do Mundo, no ano passado, o petista argumentou que uma classe no Brasil acredita que os negros não foram libertados da escravidão para virar cidadãos. O conteúdo, no entanto, omite a referência de Lula a esse grupo e sugere de forma enganosa que o trecho reflete a opinião do ex-presidente.

A íntegra da entrevista está disponível no canal oficial do petista no YouTube. A partir do minuto 29:04, é possível conferir que Lula discorre sobre o que seria, na opinião dele, a visão da elite econômica do país sobre a população negra. Confira a transcrição abaixo:

“Aqui no Brasil tem uma classe originária do escravagismo neste País que acha que é o seguinte: só tem que ter 35% da população que come, viaja, vai pra Miami, pra Bariloche, vai ver museu na Europa. O restante, sabe, tem que se lascar. Desde a proclamação da República, desde o fim da escravidão eles pensam assim. Sabe, os negros não foram libertados para virar cidadão ou cidadãs, eles deixaram de ser escravos para virar vagabundo. É assim que a elite tratava eles, e assim continua tratando até hoje”, disse o ex-presidente.

O trecho apresentado no vídeo, porém, mostra apenas a parte em que Lula diz “os negros não foram libertados para virar cidadãos ou cidadãs, eles deixaram de ser escravos para virar vagabundo”. O conteúdo enganoso ainda reforça a desinformação ao reproduzir comentários de um homem com base na edição maliciosa da entrevista. O rapaz faz uma série de críticas e ofensas ao petista. Até a manhã desta segunda-feira, 31, a gravação registrava mais de 13 mil compartilhamentos no Facebook.

Esse boato também foi verificado pela Agência Lupa.

Estratégia comum

Discursos do ex-presidente Lula são alvos frequentes de boatos enganosos que tentam distorcer o sentido de afirmações do petista. Em dezembro, o Estadão Verifica desmentiu conteúdos que tiravam de contexto outra entrevista do ex-presidente para insinuar enganosamente que ele chamou pobres de imbecis e ignorantes. Outro boato, verificado em 2019, editou o vídeo de uma entrevista de Lula de modo a dar a entender que ele disse ser possível comprar o voto de baianos com apenas R$ 10, o que não é verdade. 

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.