Compilado de vídeos de pessoas desmaiando não tem relação com vacinas

Compilado de vídeos de pessoas desmaiando não tem relação com vacinas

Imagens são de episódios anteriores à pandemia, trechos de um videoclipe, pegadinha e casos recentes em que não há ligação entre desmaios e vacinação contra covid

Clarissa Pacheco

20 de janeiro de 2022 | 18h50

Um compilado com 33 vídeos de pessoas desmaiando, caindo e até mesmo sofrendo acidentes está viralizando nas redes como se mostrasse casos de mal súbito provocados pelas vacinas contra a covid-19. No Facebook, o conteúdo alcançou mais de 440 mil visualizações. No entanto, não existe relação entre os episódios retratados nos vídeos e a vacinação.

Dos 33 vídeos reunidos, 15 mostram situações ocorridas antes do início da pandemia ou da vacinação; 14 foram registrados em 2021, mas não há relatos de que os casos tenham sido desencadeados pelas vacinas; dois são trechos de um videoclipe do cantor norte-americano Mike Shinoda, da banda Linkin Park; e um foi produzido por um criador de conteúdo para a internet que mora no Canadá.

O Estadão Verifica não conseguiu localizar apenas um dos vídeos: é um trecho curto que parece mostrar alguém caindo ao fundo de um discurso. Após a sequência de 33 vídeos, a montagem ainda traz imagens do treinador de futebol Jorge Jesus e de um garoto chileno que ficou conhecido como “Menino Illuminati” por ter feito um gesto durante a Copa América de 2015, associando-o à Nova Ordem Mundial. A legenda afirma que “nunca houve tantos casos de mal súbito” e ainda fala que são muitos os “relatos de pessoas mordendo outras”. Nenhum dos vídeos mostra mordidas.

Boa parte dos vídeos que aparecem na montagem, de pouco mais de seis minutos, já foram desmentidos individualmente ou em blocos. A sequência entre o 3º e o 16º vídeo, por exemplo, mostra imagens captadas antes da pandemia, algumas há mais de uma década, e já tinha sido desmentido no início deste ano por outra agência de checagem.

Já o trecho que vai dos vídeos 27 a 33, com atletas, foi desmentido no ano passado pelo Projeto Comprova. Todos os episódios ocorreram em 2021, mas nenhum deles teve relação com as vacinas. Alguns dos vídeos circulam como “coletâneas” de pessoas sofrendo mortes repentinas ao vivo, o que também não é verdade, já que são poucos os casos que mostram mortes, de fato.

A peça de desinformação verificada aqui, então, acrescentou ao conteúdo trechos de um videoclipe que mostra pessoas caindo nas ruas e uma comissária de bordo desmaiando em um avião, além de outras imagens registradas ao longo de 2021. Em nenhuma delas, porém, se menciona relação causal entre as vacinas contra a covid-19 e os desmaios ou acidentes captados por câmeras.

Na verificação publicada em novembro de 2021 pelo Projeto Comprova, o diretor do Laboratório de Simulação de Emergências Cardiovasculares do Instituto do Coração, o cardiologista Sérgio Timerman, explicou que a relação entre vacinas e mal súbito é enganosa.

O mal súbito pode ter causas diversas: infarto, AVC, arritmia cardíaca, longo período sem alimentação, frio e calor intensos. “Diferentemente da morte súbita, em que a pessoa perdeu a consciência porque o coração falhou como bomba e ela teve uma parada cardiorrespiratória”, explicou Timerman. Como não há uma classificação específica para “mal súbito” nos serviços de saúde, não é possível comparar a incidência de casos antes e depois das vacinas contra a covid-19.

Veja abaixo a verificação de cada um dos vídeos do compilado que viralizou.

Os vídeos

1 e 2 – Pessoas desmaiando na rua; comissária de bordo

O primeiro e o segundo vídeos da sequência mostram dois trechos de um videoclipe do cantor norte-americano Mike Shinoda, conhecido por ser o vocalista da banda Linkin Park. Shinoda lançou o clipe de Fine em 2019 com cenas do que seria a Terra após uma catástrofe. Fine é a música-tema do filme de ficção científica russo The Blackout, também lançado em 2019 com direção de Egor Baranov. Cenas do filme fazem parte do videoclipe de Mike Shinoda.

Cena de videoclipe mostra pessoas caídas em rua. Foto: Reprodução

Videoclipe também mostra comissária de bordo instantes antes de desmaiar. Foto: Reprodução

3 – Atropelamento sobre a neve

O terceiro vídeo é um dos que não aparecem em outras montagens. As imagens mostram uma pessoa, aparentemente um homem, caindo em uma rua sobre a neve e, em seguida, sendo atropelado por um carro.

O Estadão Verifica encontrou apenas um registro destas imagens através da ferramenta de busca Yandex. É um vídeo de 21 segundos postado em um canal russo no YouTube em junho do ano passado e que relata na legenda apenas um atropelamento. Não há qualquer relação com vacinas, nem na descrição do vídeo, nem em comentários.

4 – Repórter passa mal durante entrevista em 2013

As imagens na sequência são de 2013, antes da pandemia, e mostram o momento em que a repórter Brooke Graham, do canal KUTV, de Salt Lake City, nos Estados Unidos, desmaiou ao vivo durante uma entrevista. Após a queda, ela levantou e continuou com a entrevista. O vídeo foi postado no canal oficial da emissora de TV, que afirmou que Brooke autorizou a publicação da imagem e que havia procurado um médico para investigar a causa do desmaio. No momento do incidente, ele afirmou que havia escorregado e, por isso, a entrevista continuou.

5 – Âncora paquistanesa caiu de grua em 2016

O quinto vídeo da sequência mostra o momento em que a jornalista Irza Khan, âncora do canal paquistanês 92 News, desmaiou e caiu de uma grua durante a cobertura de um rally em Lahore, no Paquistão. O episódio aconteceu em 3 de setembro de 2016, mas as imagens viralizaram no final de junho de 2017. Nas redes, as pessoas compartilhavam o vídeo como se mostrasse a morte da jornalista, o que não aconteceu.

A imprensa local relatou, na época, que a âncora desmaiou por conta do calor e se machucou devido à queda. Em 28 de junho de 2017, ela postou em sua conta no Twitter um pedido para que as pessoas espalhassem a hashtag #IzraIsAlive (Izra está viva) porque muitas pessoas ainda incomodavam seus parentes e amigos por conta daquele vídeo.

6 – Convidado de programa de TV desmaiou ao vivo em 2009

Carsten Ohm, especialista em Política Social, desmaiou durante uma entrevista em 2009 ao programa de TV alemão Volle Kanne, apresentado pela jornalista Nadine Krüger. Na ocasião, dez anos antes da pandemia, a emissora ZDF disse que Ohm se recuperou rapidamente de uma “tontura temporária”.

7 – Cantora desmaiou no palco

O vídeo mostra duas mulheres se apresentando em um palco quando uma delas desmaia. As imagens circulam na internet pelo menos desde 2017, ou seja, antes da pandemia. Há registros na internet que afirmam que a mulher era uma cantora turca que se apresentava durante uma festa.

8 – Modelo desmaia no tapete vermelho do Oscar

A modelo que aparece nas imagens não foi identificada, mas o próprio vídeo traz uma pista ao incluir no rodapé a marca do Oscar e o número da cerimônia de premiação: 86ª. O Oscar de número 86 foi organizado em 2014 e a cerimônia foi realizada em 2 de março daquele ano, mesmo dia em que o vídeo com a imagem de uma modelo desmaiando pouco antes de ser entrevistada foi postado no YouTube.

9 – Jornalista turca desmaiou ao vivo em 2012

A âncora turca Seda Selek, apresentadora do boletim diário de notícias do Kanal 24, desmaiou ao vivo durante uma transmissão em 2012. Selek informou depois que teve uma queda de pressão e que estava bem.

10 – Vendedora de canal de compras desmaiou em 2012

Cassie Slane, do canal de vendas QVC, apresentava um novo modelo de tablet infantil ao lado do colega Dan Wheeler, quando desmaiou ao vivo em 7 de outubro de 2012. O que chamou a atenção na época e fez o vídeo viralizar foi o fato de Wheeler ter continuado falando sobre os recursos do tablet enquanto a colega seguia caída. O desmaio foi atribuído a uma queda de glicose no sangue.

11 – Apresentadora cai em estúdio

As imagens de outra apresentadora de TV, desta vez a sérvia Sanja Nikolic, desmaiando em um estúdio de TV do canal Pink Plus. As imagens circulam na internet pelo menos desde 2008, bem antes do início da pandemia.

12 – Meteorologista perde a consciência em voo

O meteorologista Grant Denyer, do programa australiano Sunrise, perdeu a consciência em um voo de acrobacia “sob a intensa pressão de 9 vezes a força da gravidade”. Um piloto australiano chamado Matt Hall levou Denyer para que experimentasse no voo como era ficar sob a pressão de 8 vezes a força da gravidade.

Segundo ele, pessoas normais suportam cerca de 5 vezes antes de perder a consciência, enquanto pilotos experientes aguentam até 9 vezes a força da gravidade. O episódio aconteceu em 18 de fevereiro de 2013.

Grant Denyer tuitou sobre o desmaio:

13 – Pessoa cai enquanto assiste discurso

Este foi o único vídeo não localizado pelo Verifica, nem mesmo com ferramentas de busca reversa de imagens e de vídeos. A cena parece mostrar alguém caindo enquanto assiste a um discurso.

14 – Entrevistada desmaia ao vivo em 2009

O vídeo com a imagem de uma mulher desmaiando ao vivo enquanto concede uma entrevista o canal NBC circula nas redes pelo menos desde 2009. Ela foi identificada como Nikki Allen, uma das organizadoras de em evento de vôlei de praia em Miami.

15 – Mulher cai em transmissão de TV

O Verifica não conseguiu encontrar detalhes sobre a identidade da mulher que aparece em uma imagem de TV ates de desmaiar. A imagem, contudo, circula na internet pelo menos desde 2018, junto com outros vídeos que afirmam falsamente que jornalistas morreram ao vivo. Na sequência de imagens, por exemplo, há o caso da paquistanesa Izra Khan, que desmaiou em 2016, mas não morreu.

16 – David Buckner desmaiou em programa de TV em 2009

O professor universitário David Buckner, da Universidade de Columbia, em Nova York, desmaiou ao vivo durante o programa apresentado pelo jornalista Glenn Beck, da Fox News. O episódio aconteceu em 2009.

Buckner mudou a expressão durante uma fala sobre investimentos e o apresentador, então, perguntou se ele estava bem. O entrevistado respondeu: “Estou desmaiando”. Beck perguntou se o convidado gostaria de se sentar, mas o homem caiu no chão e logo depois o apresentador chamou os comerciais para que o entrevistado recebesse atendimento médico. Ele pediu desculpas.

17 – Convidado passou mal em programa na Áustria

Em 18 de maio de 2014, o chefe do Departamento de Contribuições da Igreja da Diocese de Linz, na Áustria, Alois Dambachmayr, desmaiou ao vivo enquanto conversava com uma apresentadora do programa OÖ Heute, do canal ORF. Poucos dias depois, a Diocese de Linz informou que Alois tinha desmaiado devido a uma “fraqueza no sistema circulatório”, e que já estava bem. Um site italiano desmentiu o uso do vídeo como se tratasse de um colapso causado por vacina.

18 – Sheikh Abdul Mateen morreu durante palestra

Um dos vídeo aparentemente recentes inseridos na montagem é o que mostra um homem muçulmano passando mal enquanto falava ao microfone em um evento. Ele tenta se recuperar, depois cai sentado e é socorrido por outras pessoas próximas. O Estadão Verifica não encontrou registros do vídeo anteriores a setembro de 2021, mas não há relatos de que o episódio tenha qualquer relação com vacina.

Uma conta no Instagram de uma organização religiosa chamada Polza Islama postou o vídeo no dia 6 de setembro de 2021 informando que “o chefe da Associação Ahlu l-Hadith no Paquistão, Sheikh Abdul Mateen, morreu durante uma palestra sobre a interpretação do Alcorão”.

“Dando seu último suspiro, ele falou as palavras do Todo-Poderoso ‘هم مغفرة وأجر عظيم’, que significa ‘perdão e uma grande recompensa estão preparadas para eles’. Que bela morte! Que Allah tenha misericórdia dele e lhe conceda uma grande recompensa”, diz a legenda.

19 – Pedro Acosta desmaiou ao falar sobre título do Moto3

O campeão mundial de Moto3, o espanhol Pedro Acosta, desmaiou no dia 18 de novembro do ano passado durante um evento de comemoração do título na sede do governo de Murcia, região da Espanha onde ele nasceu.

O piloto, de apenas 17 anos, fazia um discurso de comemoração no Palácio de San Esteban, quando desmaiou. Ele voltou depois de 10 minutos e disse: “Estamos de volta”, em tom de brincadeira. “Tantas câmaras deixaram-me sob pressão e não tinha em mente que fosse um evento desta magnitude”, completou. Também não há qualquer referência à vacinação no episódio de Acosta.

20 – Queda no metrô de Montreal

Um vídeo viral de um rapaz caindo dentro de um trem do metrô de Montreal depois de tentar entrar no vagão com as portas quase fechadas ganhou as redes, mas a queda não passava de uma encenação. O vídeo foi postado em 21 de novembro de 2021 na conta do usuário @vroom_vroom514 e teve quase 100 mil visualizações. O dono da conta – e que aparece nas imagens – é um criador de conteúdo digital que colocou na legenda: “Siga @vroom_vroom514 se quiser ver muitas pegadinhas e compartilhe se gostar”.

Ele disse a um site canadense que encenou o incidente para ver como as pessoas no metrô reagiriam àquela situação de emergência.

21 – Adolescente desmaia em shopping

O vídeo mostra uma adolescente sentada em uma mesa de um shopping na Rússia. Ela ingere algo e colapsa quase que imediatamente. O episódio aconteceu no dia 7 de janeiro de 2021 na cidade de Khabarovsk e acometeu uma adolescente de 13 anos. Segundo a imprensa local, a polícia investiga o caso.

Um comentário no vídeo dizia que a garota consumia uma substância chamada Snus (um tipo de rapé, produzido a partir de tabaco), cujo uso por menores é proibido no território de Khabarovsk. Ela também estaria tomando energético. A mãe da garota foi chamada ao shopping e se recusou a levar a menina ao hospital. Ela passa bem.

22 – Homem cai em metrô

Outro vídeo de um homem caindo no metrô integra o compilado e circula nas redes pelo menos desde janeiro de 2020, antes do início da campanha de vacinação contra a covid-19. O Verifica não encontrou detalhes sobre as circunstâncias do vídeo, que foi compartilhado em centenas de contas no Instagram e no YouTube, muitas das quais sugerindo que o homem caiu depois de acordar com a parada do metrô.

23 – Homem morre ao cair de caminhão-tanque

Um dos vídeos tratados como mal súbito no compilado de imagens aqui verificado é, na verdade, de uma queda. O caso aconteceu em fevereiro de 2021 em Pueblo Viejo Canton, na província de Los Ríos, no Equador.

Nas imagens, o rapaz sobe na parte mais alta do caminhão-tanque, quando tropeça em algo e cai de uma altura de cerca de 2,50 metros diretamente com a cabeça no chão. Um site local informou que pessoas tentaram socorrer o rapaz, que era funcionário do posto de combustível, mas ele já estava sem vida.

24 – Queda fatal de escada, 2019

Outro vídeo tratado como desmaio é, na verdade, um acidente. É possível ver nas imagens que o homem sobe uma escada externa segurando uma lata, quando cai. As imagens circulam nas redes desde 2019. Um site de notícias turco informou que o homem, um alpinista industrial russo, morreu no dia 16 de novembro de 2019 depois de cair de uma escada enquanto escalava um prédio de quatro andares.

25 – Comerciante teve ataque cardíaco na Índia

O 25º vídeo da sequência mostra o momento em que um homem cai de costas numa rua e é socorrido por outras pessoas. O caso aconteceu em um mercado de Saharanpur, na Índia, no dia 23 de novembro de 2021. O comerciante, que se chamava Amit Kalra, sofreu um ataque cardíaco e morreu quando estava de pé na frente de sua loja. Não há qualquer referência às vacinas contra a covid-19.

26 – Jogador de basquete Oscar Cabrera desmaiou em quadra

O episódio que aparece já nos minutos finais do vídeo mostra o momento em que o jogador de basquete dominicano Oscar Cabrera, 24 horas, desmaiou durante uma partida numa quadra em Santander, na Espanha, quando o time da casa jogava contra o CB Santurtzi.

Segundo a imprensa local, o primeiro diagnóstico foi que o atleta sofreu uma síncope, “uma perda repentina de consciência, que ocorre quando a pressão sanguínea cai muito e o oxigênio não chega ao cérebro em quantidades suficientes”. No hospital, os médicos confirmaram a síncope, mas não houve relação com vacina.

27 a 33 – Episódios envolvendo atletas em 2021

Os últimos vídeos de desmaios incluídos na montagem mostram sete episódios acometendo atletas ao longo de 2021. Em novembro do ano passado, o Projeto Comprova mostrou que nenhum dos episódios tinha relação com a vacina.

O primeiro foi o do jogador de futebol dinamarquês Christian Eriksen, que teve um episódio de morte súbita durante uma partida no dia 12 de junho e foi reanimado após uma massagem cardíaca. A falsa relação entre o caso e a vacina surgiu após uma suposta entrevista do médico do clube de Eriksen a uma rádio italiana, mas a entrevista nunca aconteceu. O médico tambem disse que o jogador não tinha se vacinado.

Em seguida aparece uma imagem de uma jogadora críquete caída num gramado. O caso foi no dia 2 de julho, durante uma partida entre as seleções femininas das Índias Ocidentais e do Paquistão. Foram dois desmaios naquele dia, sem qualquer menção à vacina. As atletas foram levadas a um hospital e liberadas sem restrições para jogar dois dias depois.

O próximo vídeo é de 23 de março de 2021 e mostra o jogador de futebol francês Moussa Dembele, que desmaiou durante um aquecimento. O mal súbito foi associado a uma queda de pressão arterial.

Outro caso mostrado na montagem é o do tenista britânico Jack Draper, que desmaiou durante um jogo no dia 25 de março em Miami. Em novembro passado, o órgão britânico que patrocina atletas de tênis disse que Draper desmaiou por conta do calor e que ele não tinha se vacinado ainda naquela ocasião.

Mais um vídeo que aparece nas imagens é de um rapaz que desmaia ao tentar fazer um saque num jogo de badminton, em abril de 2021. O vídeo foi compartilhado em contas do YouTube da Indonésia, sem qualquer referência às vacinas, mas foi usado em vídeos contrários à vacinação, sobretudo em sites russos.

O desmaio do árbitro ganês Charles Bulu, em 30 de março do ano passado, durante uma partida entre Costa do Marfim e Etiópia. Ele foi socorrido a um hospital local e a imprensa local divulgou que ele passava bem. Vacinas não foram mencionadas.

No mesmo dia do desmaio de Bulu, o árbitro de basquete Bert Smith passou mal durante a final de um torneio universitário em Indianápolis, nos Estados Unidos. Depois daquele mal súbito, Smith descobriu um coágulo no pulmão. Ele havia testado positivo para covid-19 em agosto, mas não se sabe se há relação entre o coágulo e a covid-19.

Símbolos

Depois de exibir 33 episódios de desmaios, quedas, cenas de videoclipe e até pegadinhas, o responsável pelo vídeo incluiu mais duas imagens, insinuando uma relação com algo de mal. O primeiro vídeo mostra o técnico português de futebol Jorge Jesus fazendo um sinal em Libras, que significa “Eu te amo, Flamengo”, time que ele treinava em 2019, época em que o vídeo foi feito. As imagens, contudo, já foram usadas em páginas negacionistas associadas ao satanismo.

O último vídeo mostra o garoto chileno Sebastián Cichero, que tinha 9 anos quando uma imagem na Copa América de 2015, vencida pelo Chile. Ele foi uma das crianças selecionadas para entrar em campo e estar ao lado dos jogadores no momento da execução dos hinos. Sebastián, então, fez um gesto conhecido como um sinal dos Illuminati, quando a câmera passou por ele. Em seguida, aparece uma menção à “Nova Ordem Mundial”, o que o fez ficar conhecido como o “Menino Illuminati”.

Em 2020, aos 14 anos, Sebastián contou o que aconteceu: “Eu tinha planejado fazer algo e eu disse ‘Eu serei um acompanhante e provavelmente será a primeira e a última vez. Eu tenho que fazer algo’. Então eu queria fazer algo diferente. Eu sabia sobre os Illuminati, mas quase nada. Na escola, com um amigo, estávamos inventando cumprimentos e me ocorreu fazer os Illuminati colocando o triângulo no olho”, disse o garoto.

Os Illuminati, uma sociedade secreta criada na Baviera no século XVIII, costumam ser alvo de teorias da conspiração, sobretudo porque muita gente acredita que os membros da organização queriam dominar o mundo. Eles foram inspirados por ideias iluministas e, entre seus objetivos, estava a ideia de influenciar decisões políticas e mudar instituições como a Monarquia e a Igreja. Com o tempo, eles se juntaram aos maçons para recrutar novos membros.

Ainda hoje há pessoas que acreditam que os Illuminati estão tentando formar uma elite para governar o mundo, a Nova Ordem Mundial — outra teoria da conspiração sem fundamento.


Este boato foi checado por aparecer entre os principais conteúdos suspeitos que circulam no Facebook. O Estadão Verifica tem acesso a uma lista de postagens potencialmente falsas e a dados sobre sua viralização em razão de uma parceria com a rede social. Quando nossas verificações constatam que uma informação é enganosa, o Facebook reduz o alcance de sua circulação. Usuários da rede social e administradores de páginas recebem notificações se tiverem publicado ou compartilhado postagens marcadas como falsas. Um aviso também é enviado a quem quiser postar um conteúdo que tiver sido sinalizado como inverídico anteriormente.

Um pré-requisito para participar da parceria com o Facebook  é obter certificação da International Fact Checking Network (IFCN), o que, no caso do Estadão Verifica, ocorreu em janeiro de 2019. A associação internacional de verificadores de fatos exige das entidades certificadas que assinem um código de princípios e assumam compromissos em cinco áreas:  apartidarismo e imparcialidade; transparência das fontes; transparência do financiamento e organização; transparência da metodologia; e política de correções aberta e honesta. O comprometimento com essas práticas promove mais equilíbrio e precisão no trabalho.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.