André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Lula vai ficar no sindicato junto com a militância

Informação foi dada pela presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann

André Ítalo Rocha, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2018 | 17h58

São Bernardo do Campo - A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou há pouco que ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai permanecer no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, junto com a militância do partido.

+++Senador Capiberibe diz que advogados de Lula negociam com PF os termos da entrega

Segundo a petista, ao permanecer no local, mesmo após o fim do prazo dado pelo juiz Sérgio Moro para que ele se entregasse, não está descumprindo nenhuma ordem judicial. Ela ressaltou que decisão de Moro dava a opção a Lula, mas não o obrigava. "O sindicato é um local público".

Gleisi disse que haverá amanhã, na sede do sindicato, às 9h30, uma missa em homenagem a Dona Marisa, mulher de Lula que faleceu no ano passado.

+++Prazo de Lula acabou, e agora?

Gleisi disse ainda que Lula decidiu ficar porque ainda aguarda as manifestações da ONU e do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação a recursos que aguardam resultado.

 

Prisão de Lula AO VIVO

Acompanhe aqui outras notícias sobre a prisão do ex-presidente minuto a minuto.

Confira a cobertura do 'Estadão' em tempo real sobre a prisão do ex-presidente

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.