Vídeo: Entenda como a mudança do Comitê de Imprensa da Câmara afeta o trabalho de jornalistas

Novo presidente da Casa, Arthur Lira, determinou transferência do local para sala sem janelas no subsolo do Congresso

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2021 | 13h12

BRASÍLIA – O presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), determinou nesta semana a transferência do local de trabalho dos jornalistas na Casa. A retirada dos profissionais de uma sala ao lado do plenário, onde ocorrem as votações, para realocá-los em um espaço sem janelas no subsolo do prédio do Congresso está prevista para ocorrer nesta quinta-feira, 11. 

Assista:

A mudança deve dificultar o trabalho da imprensa. Isso porque o espaço onde hoje ficam os jornalistas tem acesso direto ao local de votações, o que permite agilidade na hora de informar o que se passa nas sessões. A sala agora abrigará o gabinete de Lira. A mudança também evita o acesso ao presidente da Câmara, que poderá ingressar no plenário diretamente, evitando, assim, ser abordado por profissionais de imprensa e de outros setores. 

Atualmente, o gabinete do presidente da Casa está localizado a poucos passos do plenário, mas, para chegar até lá, Lira precisa cruzar o Salão Verde, onde a circulação é livre. É comum deputados serem questionados sobre votações e decisões polêmicas justamente quando atravessam esta área.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.