Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Reprodução/ Instagram
Reprodução/ Instagram

PM afasta policial que prometeu 'cacetar a lomba' de manifestantes

Governo paulista tem se esforçado para conter o bolsonarismo na tropa e manter a neutralidade da corporação

Marcelo Godoy, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2020 | 17h21

A Polícia Militar de São Paulo afastou das ruas neste domingo, 7, um cabo que fez, em suas redes sociais, postagens ofensivas a grupos que protestam contra o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o comando da PM, uma apuração foi instaurada para averiguar a conduta do cabo Lemos, da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM). Reportagem do Estadão mostrou, neste domingo, que o governo de São Paulo tem tentado conter o bolsonarismo na corporação e manter a neutralidade e o caráter apartidário da instituição

A apuração contra o cabo Lemos foi instaurada porque ele escreveu, em sua conta no Instagram: "Hoje tem manifestação no Largo da Batata, e os ANTIFAS (anti-fascistas) querem marcar presença. Eu quero cacetar a lomba dos baderneiros". 

Após tomar conhecimento da publicação, o Comando da PM retirou Lemos da escala de trabalho neste domingo. "A polícia não compactua com essas atitudes", afirmou, ao Estadão, o secretário executivo da PM, coronel Alvaro Batista Camilo.

Representantes do movimento negro, de movimentos sociais e integrantes de torcidas organizadas fazem um protesto contra Bolsonaro neste domingo. A passeata começou no Largo da Batata por volta das 14h e seguiu pela Rua dos Pinheiros. Até as 17h, não houve registro de incidentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.