No agreste pernambucano, Bolsonaro faz nova motociata com apoiadores e volta a atacar STF

No agreste pernambucano, Bolsonaro faz nova motociata com apoiadores e volta a atacar STF

Evento ocorre no único município do Estado onde teve mais votos em 2018; vereadores negam título de cidadão ao presidente

Monica Bernardes, especial para o Estadão

04 de setembro de 2021 | 12h14
Atualizado 04 de setembro de 2021 | 15h38

SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE – O presidente Jair Bolsonaro participou de mais um passeio de motociclistas neste sábado, 4, e voltou às críticas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele se reuniu com apoiadores em Santa Cruz do Capibaribe, no agreste pernambucano – o único município em Pernambuco onde teve mais votos do que Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições de 2018. Ele discursou após um percorrer um trajeto que passou por Toritama, um dos principais município do polo de confecções local, e terminou em Caruaru.

“Não podemos admitir que um ou dois homens ameacem a nossa democracia e a nossa liberdade”, disse Bolsonaro, numa referência velada ao ministro do STF Alexandre de Moraes e ao presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Enquanto o presidente falava, sob aplausos, alguns apoiadores mais exaltados gritavam “fora Alexandre”, entre outras palavras de ordem. “Essa é a voz do povo”, disse Bolsonaro. 

Ainda durante o discurso, o presidente fez uma convocação aos apoiadores para que participem dos atos que estão previstos para a próxima terça-feira, 7 de setembro e afirmou que a data marcará “o dia de uma outra independência”. “No próximo dia 7, todos nós temos um encontro com nosso destino. Enquanto juristas procuram quem é o poder moderador do Brasil, eu digo que o poder moderador é o povo brasileiro”, disse o presidente.

Na garupa da moto, o presidente levou o ministro do Turismo, o pernambucano Gilson Machado. Em Santa Cruz do Capibaribe, centenas de pessoas esperavam o presidente  na manhã deste sábado. A grande maioria não usa máscaras – inclusive o presidente – e as cenas de aglomeração são constantes. Apesar de trafegarem em rodovias, alguns participantes do ato também não usam capacetes. 

Bolsonaro apertou a mão e abraçou apoiadores ao chegar no local da concentração, e não deu declarações à imprensa. O grupo segue, agora, em direção a cidade de Toritama, tradicional polo de confecções da região. 

A motociata ocorre três dias antes dos atos de 7 de Setembro, data para a qual apoiadores do presidente têm se mobilizado para manifestações em Brasília e São Paulo. Manifestantes que se organizam para o 7 de Setembro foram alvo de uma investigação da Polícia Federal nas últimas semanas, após defenderem a invasão do Congresso Nacional e do STF. 

Município nega título de cidadão a Bolsonaro

Na tarde da última quinta-feira, um dia antes da chegada de Bolsonaro a Pernambuco, a Câmara Municipal do município pernambucano de Vitória de Santo Antão, rejeitou a concessão de um título de cidadão ao presidente. Foram 13 votos contra e apenas 3 a favor da homenagem. 

A proposta havia sido apresentada pelo vereador Jose Antônio da Rocha (Republicanos), houve protesto de moradores em frente à Câmara Municipal durante a votação, com cartazes que faziam críticas a Bolsonaro. 

Nas redes sociais, a concessão do título também gerou polêmica entre apoiadores e críticos do presidente em Vitória de Santo Antão. A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Estado de PE (Fetraf-PE) enviou uma carta ao presidente da Câmara Municipaç pedindo a rejeição da proposta. A cidade é berço das ligas camponesas e palco histórico de disputas entre trabalhadores rurais e canavieiros. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.