Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Mourão critica PSB por hino socialista em congresso e é desmentido pelo partido

Vice-presidente disse no Twitter que brasileiros quem amam o Brasil cantam o Hino Nacional, e sigla reagiu com vídeo que mostra que presentes também cantaram o Hino Nacional

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2022 | 17h59

BRASÍLIA - O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) publicou no Twitter uma crítica indireta ao PSB, que veiculou nesta quinta-feira, 28 — na presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) —, o hino da Internacional Socialista durante o Congresso da Autorreforma do partido. “Os brasileiros que verdadeiramente amam o Brasil e o seu povo cantam o Hino Nacional, já os outros…”, publicou o general. A sigla, no entanto, respondeu a Mourão na rede social com um vídeo dos presentes cantando, também, o Hino Nacional.

“Muito gentil de sua parte nos ajudar a esclarecer as fake news, sr. vice-presidente”, escreveu o perfil do PSB, em tom de ironia, junto ao vídeo da solenidade, para provar que os dois hinos foram entoados.

Alckmin, pré-candidato a vice-presidente na chapa de Lula, não cantou o hino socialista, mas o aplaudiu ao lado do presidente do PSB, Carlos Siqueira, responsável pela guinada à esquerda da legenda que no segundo turno da disputa presidencial de 2014 apoiou o tucano Aécio Neves na disputa contra Dilma Rousseff.

O hino da Internacional Socialista foi instituído em 1951 para marcar a união de partidos socialistas e social-democratas em todo o mundo.

Após anos de distanciamento do presidente Jair Bolsonaro (PL), o vice-presidente será candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul com apoio do chefe do Executivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.