Reprodução Instagram/Carlos Bolsonaro e Dida Sampaio/Estadão
Reprodução Instagram/Carlos Bolsonaro e Dida Sampaio/Estadão

Jair Bolsonaro compartilha publicação de Carlos referente à suposta mentira de Bebianno

Vereador do Rio de Janeiro acusou ministro do governo Bolsonaro de mentir a respeito de ter conversado com o presidente, na tentativa de abafar rumores de instabilidade no governo

Carla Bridi, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2019 | 21h32

O perfil oficial do presidente Jair Bolsonaro compartilhou, nesta quarta-feira, 13, a postagem no Twitter do filho Carlos Bolsonaro que acusa o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, de ter mentido sobre conversar com o presidente. 

Bebianno afirmou em entrevista ao jornal O Globo, nesta quarta, de que não era um motivo de instabilidade do governo. A confirmação disso, para o ministro, seria o relato de que havia conversado em três ocasiões com Bolsonaro no dia 12 e negou que tenha sido escanteado pelo presidente após rumores dentro do Planalto de que protagonizava uma nova crise no governo.

Reportagem da Folha de S. Paulo apontou suposta candidata laranja do PSL nas eleições de 2018. Na época, Bebianno presidia o partido e teria sido o responsável pelo segundo maior repasse nacional do PSL à candidata, poucos dias antes da eleição. 

Em resposta, o vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, afirmou em sua conta do Twitter de que havia passado 24 horas ao lado de seu pai, sem ter relatado conversas com Bebianno. "É uma mentira absoluta", escreveu o vereador. Além disso, Carlos também compartilhou um áudio datado do dia 12, que aparenta ser de Jair Bolsonaro, onde o presidente diz que não vai conversar de nenhum assunto que não seja "estritamente essencial", por causa de sua recuperação da cirurgia. Ele recebeu alta do hospital Albert Einstein nesta quarta. 

Jair Bolsonaro ainda não se posicionou publicamente a respeito da intriga nas redes sociais, somente compartilhando as postagens do filho a respeito do assunto. A deputada federal Joice Hasselmann afirmou ser "coisa de louco" a intromissão de um dos filhos do presidente em assuntos do Planalto. O também filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro, assim como o vice-presidente Hamilton Mourão, não quiseram se manifestar sobre o assunto. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.