Joédson Alves/EFE
Joédson Alves/EFE

Em live, Bolsonaro chama manifestantes de ‘marginais’ e ‘viciados’

‘Não é porque tem uma faixa escrito ‘democracia’ que os caras estão defendendo a democracia’, afirma presidente

Pedro Caramuru, Gregory Prudenciano e Daniel Galvão, O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2020 | 20h04

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar nesta quinta-feira, 4, manifestantes que foram às ruas protestar contra o seu governo e que se autointitulam antifascistas. Ele chamou os integrantes de grupos que pretendem ir às ruas no próximo domingo, 7, de “marginais” e “viciados” e pediu que as pessoas não participem dos atos. 

“Não compareçam a esse movimento que esse pessoal não tem nada a oferecer para nós. Muitos são viciados. Eles querem o tumulto. Domingo, ninguém comparece. É um pedido meu. Os ‘antifas’, novo nome dos black blocs, querem roubar sua liberdade”, disse o presidente ao fazer referência aos grupos que foram as ruas durante a crise que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

O presidente também solicitou que os pais não deixem os filhos irem. Segundo Bolsonaro, “não é liberdade de expressão, é quebra-quebra. Não é porque tem uma faixa escrito ‘democracia’ que os caras estão defendendo a democracia.”

“Deixem eles (manifestantes contrários) mostrar o que é democracia para eles”, disse Bolsonaro. “Eu não estou torcendo para ter quebra-quebra, mas a história nos diz que esses marginais de preto que vão com soco inglês, punhal, barras de ferro e coquetéis molotov, geralmente, apedrejam bancos, queimam estações de trem e outras coisas mais”, disse o presidente.

Bolsonaro voltou a dizer que os manifestantes são terroristas e reclamou da cobertura da imprensa. “Não conseguimos tipificar como ‘terroristas’ no passado porque - e isso veio da época do governo Dilma - colocaram uma vírgula dizendo ‘exceto grupos sociais’. Lamentamos.”

O presidente fez a transmissão ao vivo ao lado de seu assessor para assuntos internacionais, Filipe G. Martins, que endossou o discurso crítico de Bolsonaro aos atos: “Eles usam esse termo ‘antifas’, mas todo brasileiro conheceu em 2013 os black blocs, que quebraram tudo e fizeram arruaça.”

Tudo o que sabemos sobre:
Jair BolsonaroFilipe Garcia Martins

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.