Governo de SP
Governo de SP

Doria pede desculpas por viajar para Miami durante a pandemia

Governador publicou vídeo gravado no Palácio dos Bandeirantes em que diz que viagem foi "um erro"

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

24 de dezembro de 2020 | 16h23

Em um vídeo publicado em suas redes sociais, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pediu desculpas “àqueles que imaginaram que estivesse deixando a cidade e o Estado de São Paulo depois de medidas restritivas para desfrutar uma vida confortável, com menos restrições, em Miami". O tucano disse que a mensagem era destinada aos “brasileiros de São Paulo” e que a viagem aos Estados Unidos foi um “erro”.

Doria embarcou para Miami no dia 22, data em que sua gestão determinou o retorno de todos os municípios à fase vermelha, a mais restrita, do plano de contingência do coronavírus. A viagem havia causado críticas nas redes sociais e o governador decidiu retornar pouco após aterrissar na Flórida, diante da informação de que seu vice, Rodrigo Garcia (DEM), havia sido diagnosticado com a doença. 

“Não tenho compromisso com o erro. Já disse isso algumas vezes. E sempre que cometer um erro, eu serei o primeiro a reconhecer e pedir desculpas”, afirmou o governador. 

Doria disse que havia planejado a viagem com sua mulher, Bia, para ter dez dias de descanso, após o ano sem folgas, e que programou participar de duas palestras na cidade norte-americana. Ele lembrou que tem direito a 30 dias de férias. Porém, disse Doria, "fatos se sucederam”. 

“A viagem que tinha programado com a minha esposa para esses 10 dias de descanso e as duas palestras em Miami já estavam programadas para o mesmo dia (do anúncio). Uma triste e, neste caso, infeliz coincidência”. O governador continuou: “E mais infeliz ainda foi que, no dia seguinte, quando eu pousei em Miami, recebi um telefonema do Rodrigo Garcia, meu companheiro, amigo, vice-governador do Estado de São Paulo, e que, estava como governador em exercício.”

“Tomei a decisão de imediato de voltar a São Paulo, no mesmo dia”, concluiu o governador, que gravou o vídeo de sua mesa de trabalho, na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes. 

Doria finalizou a mensagem desejando um feliz Natal e transmitindo votos para que todos estejam “mais unidos e menos conflagrados” no ano que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.