Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro visita Bia Kicis após destituí-la da vice-liderança do governo no Congresso

Presidente visitou a deputada neste sábado, após anunciar que está curado da covid-19; 'gesto simboliza laços de amizade e alinhamento que nos unem e que seguem firmes', escreveu deputada

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2020 | 11h46
Atualizado 25 de julho de 2020 | 15h15

Três dias após destituir a deputada Bia Kicis (PSL-DF) da função de vice-líder do governo no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro visitou a parlamentar na manhã deste sábado, 25. Após levar sua moto para revisão em uma concessionária, ele foi à casa da deputada, localizada no Lago Norte, em Brasília.

Mais cedo, Bolsonaro afirmou no Twitter que testou negativo para o novo coronavírus em seu novo exame. Ele não divulgou o laudo. Após 15 dias de isolamento, o presidente hoje deixou o Palácio da Alvorada e circulou pela capital federal.

Bia Kicis esteve entre os únicos sete deputados que votaram contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), no primeiro turno da votação da Câmara, para prorrogar o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Foram 499 votos a favor. “Um gesto que simboliza os laços de amizade e alinhamento que nos unem e que seguem firmes”, publicou ela na rede social, sobre a visita do presidente.

A destituição de Bia Kicis da vice-liderança do governo no Congresso, publicada na quarta-feira (22) à noite, em edição extra do Diário Oficial da União, foi mais um movimento do presidente para se afastar da ala radical do bolsonarismo nesta fase em que precisa ampliar sua base de sustentação no Congresso.

A deputada é uma das mais ferrenhas apoiadoras de Bolsonaro e foi surpreendida com a dispensa. Mesmo assim, manteve o apoio integral ao presidente em suas redes sociais. No começo da manhã deste sábado, comemorou no twitter a recuperação de Bolsonaro.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Bia KicisJair Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.