Evaristo Sá/AFP
Evaristo Sá/AFP

Em vídeo sobre volta ao Brasil, Weintraub relembra ataque ao STF

Potencial candidato ao Governo de SP, o ex-ministro da Educação anunciou que retornará ao País no próximo sábado, 15

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2022 | 14h01

Após pouco mais de um ano morando nos Estados Unidos, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou que estará de volta ao Brasil, em definitivo, neste sábado, 15. A decisão foi comunicada por meio de um vídeo publicado em redes sociais na segunda-feira, 10, ressaltando ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao governador João Doria (PSDB). 

Bem produzido, o vídeo tem tom eleitoral, apesar de não fazer referências diretas às intenções do ex-ministro. Ele já havia revelado antes o interesse de ser candidato ao governo paulista. 

Weintraub mudou-se para os Estados Unidos em junho de 2020, quando deixou a Pasta da Educação e foi indicado por Bolsonaro para o posto de diretor-executivo do conselho do Banco Mundial. Na época, o ex-ministro saiu do País em meio a polêmicas sobre sua gestão e ataques ao Supremo.

O vídeo resgata falas de Weintraub na reunião ministerial de abril de 2020, quando ele defendeu a prisão dos ministros do STF, chamando-os de 'vagabundos': "Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia".

Weintraub tem se desentendido com parte dos bolsonaristas; o próprio presidente Bolsonaro já declarou que seu candidato em São Paulo será o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas

Em dezembro do ano passado, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) tentou convencer Weintraub a trocar o governo do estado por uma cadeira na Câmara dos Deputados. Em publicação, ela chamou o ex-ministro de “companheiro” e afirmou que não era “hora de cisão”. 

Em resposta, Weintraub negou o termo ‘companheiro’ e expôs que a deputada teria feito um telefonema para ele para conversar sobre o assunto. O ex-ministro criticou o tuíte de Janaína ao afirmar que era uma forma da deputada “se impor” e a chamou de “falsa e interesseira”.

Janaina foi cotada como vice para assumir a chapa com Tarcísio, mas pretende ser candidata ao Senado pelo PRTB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.