Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Por fidelidade a Alckmin, ACM Neto abandona campanha de candidato do DEM

Decisão foi tomada após José Ronaldo declarar voto em Bolsonaro

Yuri Silva, O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2018 | 17h49

SALVADOR - O prefeito de Salvador e presidente nacional do DEMACM Neto, abandonou a campanha do candidato do seu partido ao governo da Bahia, José Ronaldo. A decisão foi tomada após o postulante, principal nome de oposição ao PT no Estado nas eleições 2018, declarar voto no candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro.

A declaração, que ocorreu na noite de terça-feira, 2, durante debate entre os candidatos na TV Bahia, afiliada da TV Globo pertencente à família de ACM Neto, irritou tanto o prefeito de Salvador que fez ele cancelar atos de campanha ao lado de Ronaldo. Os dois não se falaram desde o acontecido – o que não deve acontecer tão cedo, dizem interlocutores. Uma viagem a Irecê, na qual o prefeito marcaria presença, foi tirada da agenda dele.

Um dos principais articuladores do apoio do Centrão ao candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, Alckmin, ACM Neto é coordenador político da campanha do presidenciável tucano. Foi por causa de uma negociação entre os dois que PSDB e DEM decidiram unificar suas candidaturas na Bahia.

Apesar disso, o candidato 'bancado' por ACM Neto para disputar o governo do Estado sempre flertou com Bolsonaro, sem deixar claro para qual presidenciável fazia campanha de fato. A declaração de voto no capitão da reserva durante o debate foi apenas a gota d'água. Nas considerações finais, Ronaldo disse que "Bolsonaro representa o desejo de mudança".

Nos bastidores, a aliados, o prefeito soteropolitano acusou Ronaldo de agir com "deslealdade" e disse que se sentiu traído pelo candidato, a quem ungiu pessoalmente como postulante ao Palácio de Ondina, garantindo a ele estrutura partidária e suporte político para a disputa. Contrariado, ele não escondeu o constrangimento com a situação.

Depois de sair do estúdio sem falar com ninguém, o prefeito tratou logo de se desvencilhar da polêmica e reafirmar, por meio de nota, que está ao lado de Alckmin até o final da campanha. "Eu não tinha conhecimento de que ele declararia esse voto, não concordo e isso não representa a posição do Democratas. Eu tenho absolutamente lealdade a esse projeto e às minhas convicções", afirmou o prefeito de Salvador ao Estado.

Depois de dizer na noite de terça-feira que a posição de José Ronaldo era "isolada" dentro do DEM, Neto disse, na tarde desta quarta-feira, 3, que não precisa se explicar ao ex-governador de São Paulo, já que, disse, Alckmin conhece seu compromisso político. ACM Neto disse ainda que acompanhará o candidato tucano no debate da TV Globo, na noite de quinta-feira, 4. Ele não participará, portanto, do último debate entre os candidatos ao governo da Bahia, no mesmo dia, na TV Aratu, afiliada do SBT no Estado.

Do outro lado, abandonado pelo seu principal cabo eleitoral, José Ronaldo afirmou que sua posição visa "derrotar o PT" nas eleições 2018. "Estou repetindo o que estou ouvindo das ruas", afirmou o democrata. "O prefeito ACM Neto saberá se posicionar na hora certa", disse o candidato do DEM, afirmando que "certamente Bolsonaro saberá governar o País melhor que Fernando Haddad".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.