TV GLOBO
TV GLOBO

Em debate na Bahia, candidato do DEM declara voto em Bolsonaro

Declaração de José Ronaldo irritou o presidente nacional do partido, ACM Neto, articulador do apoio do Centrão a Geraldo Alckmin

Yuri Silva, O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2018 | 01h05

SALVADOR - O candidato do DEM ao governo da Bahia, José Ronaldo, usou as considerações finais do debate da TV Bahia para declarar voto no candidato do PSL à Presidência da República Jair Bolsonaro. Ronaldo é apoiado pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, presidente nacional do DEM e um dos principais articuladores da aliança dos partidos do Centrão ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB). "Bolsonaro representa o desejo de mudança", disse Ronaldo em suas considerações finais.

Após a declaração, ACM Neto deixou os estúdios da TV Bahia, emissora afiliada da Globo, que pertence à sua família, sem falar com a imprensa. A reportagem do Estado apurou que o prefeito de Salvador deixou o local irritado, já que a decisão não representa a posição do DEM.

Após o debate, ACM Neto disse que foi pego de supresa com a fala do correligionário. "Fui surpreendido pelo voto útil pregado por José Ronaldo nas considerações finais", afirmou. O prefeito disse ainda que mantém a posição de votar em Alckmin no primeiro turno e que a manifestação do candidato não representa o DEM.

ACM Neto disse que saiu chateado do debate, pois, antes da declaração, avaliava positivamente o desempenho de José Ronaldo no debate. "Foi uma posição isolada dele", disse.

Auxiliares da campanha deixaram o programa televisivo sem entender o que aconteceu. Afirmaram que a declaração pró-Bolsonaro não foi combinada com os marqueteiros e que a situação gera "abre uma crise interna".

A afirmação foi criticada pelos adversários. "Tomei um susto. Acho que todo mundo tomou um susto", afirmou o governador Rui Costa (PT), candidato à reeleição.

Já Ronaldo afirmou que sua posição visa "derrotar o PT" nas eleições 2018. "Estou repetindo o que estou ouvindo das ruas", afirmou o democrata, sem dizer se abandonou Alckmin. "O prefeito ACM Neto saberá se posicionar na hora certa", disse, afirmando que certamente Bolsonaro saberá governar o País melhor que Fernando Haddad.

Durante o debate, o principal alvo foi o governador Rui Costa, que lidera as pesquisas de intenção de votos, principalmente na área da segurança pública. Para se defender dos ataques, Costa, que é conhecido por flertar com a centro-direita na Bahia apesar de ser petista, usou discurso conservador ao falar do assunto.

Ao ser questionado sobre uma chacina ocorrida em 2015, primeiro ano da sua administração à frente do Estado, onde 12 pessoas foram mortas, que "a polícia que usa a força necessária quando é confrontada com metralhadora e fuzil por marginais". Ele defendeu, no debate, propostas como a mudança na lei de execuções penais para endurecer sentenças contra criminosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.