Reprodução
Reprodução

Daciolo adere à campanha de Ciro após desistir de pré-candidatura

Em vídeo publicado nas redes sociais, o ex-deputado Cabo Daciolo retirou a pré-candidatura à Presidência da República; Ciro Gomes agradeceu o apoio recebido

Natália Santos, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2021 | 13h14

Em vídeo publicado em suas mídias sociais, o ex-deputado Cabo Daciolo (Brasil 35) anunciou a retirada de sua pré-candidatura à Presidência da República e aderiu à campanha do ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Daciolo se tornou conhecido do eleitorado nacional em 2018 por declarações polêmicas e estilo irônico. Agora, o ex-deputado atribuiu sua decisão à orientação divina.

“Eu quero dizer para o pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes: irmãozão, no dia da eleição, em 2022, na contagem dos votos, se você tiver um voto lá, saiba que esse voto foi do Cabo Daciolo”, disse o político. 

Ontem, 15, ex-deputado encontrou Ciro e afirmou que teve um momento de evangelização com o pedetista. “Nesse deserto, nessa batalha que você está enfrentando, mais a frente isso vai te dar um crescimento, um amadurecimento. tem um propósito para você estar vivendo isso tudo”, disse Daciolo a Ciro. 

Horas antes, na manhã desta quarta-feira, Ciro e seu irmão, o ex-governador Cid Gomes, foram alvos de buscas em meio a uma operação da Polícia Federal que investiga supostas fraudes e pagamento de propinas a políticos e servidores públicos no âmbito das obras no Estádio Castelão, em Fortaleza, capital cearense, durante os anos 2010 e 2013. 

No vídeo, o político do Brasil 35 explicou aos eleitores que nunca havia estado com Ciro.

Sobre as eleições de 2022, Daciolo disse que não tem certeza sobre o futuro. "Eu não sei qual vai ser a porta que vai ser aberta. Não sei se vou ser candidato ao Senado ou ao governo. Talvez eu não seja candidato a nada”, disse. 

Confira o vídeo completo aqui:

Em outubro de 2021, Daciolo assinou sua filiação ao Brasil 35 (ex-Partido da Mulher Brasileira) e disse que seria candidato, mas avisou que não seria o representante da terceira via. “Mermão, eu sou a primeira via”, sentenciou, na época. 

Em rede social, Ciro Gomes agradeceu o ex-deputado pela conversa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.