Reprodução
Reprodução

Após usar ‘Muppets’ sem autorização, Joice diz a incomodados que acionem Justiça

Após processar Boulos por irregularidade na TV, candidata justifica que fez peça ‘antibullying’ mesmo sem autorização

Tulio Kruse, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2020 | 17h25

A candidata do PSL à Prefeitura de São Paulo, Joice Hasselmann, disse que o uso não autorizado dos personagens da série Os Muppets em sua propaganda na TV serviu a uma conscientização contra o bullying. Ela sugeriu que o conteúdo deve permanecer no ar enquanto não ocorrer decisão judicial determinando o contrário.

“Se eles acharem que tem de ser retirado, eles que acionem a Justiça, é simples. Essa é uma questão jurídica”, disse a candidata. “A minha propaganda, envolvendo a questão dos Muppets, foi uma propaganda antibullying, para que as pessoas entendam. Foi uma propaganda decente.”

Na semana passada, a campanha de Joice foi responsável pela retirada de um vídeo de 16 segundos do candidato Guilherme Boulos (PSOL) do ar, após questionar a Justiça Eleitoral. O motivo foi o uso da imagem do ator Wagner Moura por quase todo o o vídeo, pois a legislação eleitoral determina que cada apoiador deve aparecer por, no máximo, 25% do tempo total de exibição. 

Já em relação ao vídeo de Joice, a Disney confirmou que não autoriza o uso de qualquer personagem em propagandas políticas. A candidata, no entanto, disse que a empresa ainda não questionou a campanha judicialmente. “A Disney diz que não autorizou, mas também não acionou (na Justiça)”, diz Joice.

Para Entender

Calendário Estadão

As datas, definições partidárias, candidaturas e a cobertura especial do jornal das campanhas pelo País e nos Estados Unidos

O uso da personagem Miss Piggy, dos Muppets, é um referência a ataques que Joice sofreu nas redes sociais. Internautas passaram a fazer piada com o peso da deputada e usavam xingamentos como “Peppa Pig”, “porca” e “orca”. Um dos trechos da propaganda mostra vários personagens da série cantando o lema da campanha: “tem jeito, tem Joice”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.