Sérgio Cabral conhece e embala na Justiça o neto Marco Antônio

Sérgio Cabral conhece e embala na Justiça o neto Marco Antônio

Filho do ex-governador do Rio, deputado Marco Antônio (MDB), fotografou o encontro e postou '#Família #Neto #Avô'

Julia Affonso/SÃO PAULO e Constança Rezende/RIO

05 Junho 2018 | 16h25

Foto: Reprodução/Instagram

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) conheceu nesta terça-feira, 5, seu neto Marco Antônio, filho do deputado Marco Antônio Cabral (MDB-RJ). O encontro foi na Justiça Federal, na capital fluminense, onde o ex-governador acompanhou pela manhã o depoimento, por videoconferência, do ex-presidente Lula, como sua testemunha de defesa no processo em que é réu por suposta compra de votos para a escolha do Rio como sede da Olimpíada/2016.

Lula diz a Bretas que ‘está em busca da verdade’

O encontro do avô com o neto foi fotografado. Marco Antônio, o pai da criança, publicou em sua rede social a imagem de Sérgio Cabral embalando o bebê. O ex-governador sorri com o pequeno no colo. O deputado postou mensagem emotiva.

“Muita emoção para uma foto!!! Hoje tive a oportunidade de levar meu filho para conhecer o seu avô! Meu pai cometeu erros, mas foi o homem público que mais realizou por todo o Estado do Rio! Gerou milhões de empregos, trouxe grandes investimentos e foi o melhor para o Servidor Público! Meu filho ja têm muito orgulho do seu avô,que sempre foi um homem família e que soube educar todos os seus filhos da melhor forma, e ainda vai brincar muito com o pequeno Marco Antônio! Pai, te amamos muito!!! #Família #Neto #Avô”, escreveu.

Sérgio Cabral está preso desde novembro de 2016. Em junho do ano passado, o magistrado aplicou uma pena de 14 anos e dois meses de prisão para o ex-governador por corrupção e lavagem de dinheiro. O emedebista foi acusado por propina de pelo menos R$ 2,7 milhões da empreiteira Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011, referente as obras do Comperj.

O ex-governador é alvo ainda de dezenas de ações penais da Lava Jato, no Rio. O juiz federal Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Federal da capital fluminense, já o condenou em cinco processos. Somadas, as penas de Sérgio Cabral no Paraná e no Rio alcançam 100 anos.

Mais conteúdo sobre:

Sérgio Cabraloperação Lava Jato