Leia a decisão de Fux que mandou prender Battisti

Preso na Bolívia neste sábado, 13, o italiano teve o cárcere decretado pelo o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 12 de dezembro de 2018

Redação

13 Janeiro 2019 | 16h03

Preso na Bolívia neste sábado, 13, Cesare Battisti teve o cárcere decretado pelo o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF),  no dia 12 de dezembro de 2018. A decisão, que atendeu pedido da procuradora-geral, Raquel Dodge, abria caminho para a extradição do italiano, condenado em seu país de origem por quatro assassinatos nos anos 1970. Ele, no entanto, escapou antes de ser preso pelas autoridades brasileiras.

Em despacho, Fux determinou que até ‘o integral cumprimento da medida,deve ser observado o completo sigilo do presente processo cautelar, a fim de resguardar a efetividade da ordem prisional’.

“Uma vez cumprido o mandado de prisão, esta Corte deverá ser imediatamente comunicada. Igualmente, deverá o Governo da República da Itália ser cientificado do ato”, anotou o ministro.

Documento