Alvos da Decantação 2 doaram R$ 3,8 milhões para políticos, diz PF

Alvos da Decantação 2 doaram R$ 3,8 milhões para políticos, diz PF

Empresa Sanefer e seus proprietários, segundo a PF, repassaram 70% desses valores para PSDB e PTB. Ex-governador Marconi Perillo foi um dos que receberam doações

Fabio Serapião e Julia Affonso

28 de março de 2019 | 09h52

Foto: PF

Alvo da operação Decantação 3, a empresa Sanefer e seus proprietários repassaram, entre 2008 e 2014, ao menos R$ 3,8 milhões para campanhas eleitorais. As informações constam em documento da Policia Federal que embasou o pedido de cinco prisões temporárias e oito mandados de busca e apreensão cumpridos na manhã desta quinta-feira, 28. A investigações mira desvios na companhia de saneamento de Goiás, a Saneago.

Um dos alvos de buscas nesta manhã é o ex-governador de Goiás José Eliton (PSDB). Carlos Eduardo Pereira da Costa e Nilvane Tomás de Souza, sócios da Sanefer, são alvos de mandado de prisão temporária.

Ex-governador José Elinton. Foto: Reprodução/Facebook

Segundo a PF, dos R$ 3,8 milhões destinados a campanhas eleitorais, R$ 1,8 milhão foi para o PSDB, partido dos ex-governadores de Goias, Jose Eliton e Marconi Perillo, e outros R$ 1,1 milhão foram para o PTB. Perillo, diz trecho de um documento da PF, recebeu em 2014 R$ 440 mil da Sanefer a título de cessão de uso de aeronave.

A ação de hoje tem origem na análise no material colhido na primeira fase da operação Decantação, deflagrada em 2016. A investigações mirou um grupo criminoso que teria desviado cerca de R$ 4,5 milhões da Saneago, companhia de saneamento de Goiás.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia FederalGoiás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.