Vídeo de Doria dançando é antigo e não tem relação com pandemia da covid-19
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo de Doria dançando é antigo e não tem relação com pandemia da covid-19

Gravação foi compartilhada no Facebook como se fosse recente, de modo a acusar governador de ignorar recomendações do Ministério da Saúde

Alessandra Monnerat

22 de abril de 2020 | 12h42

Leia a versão em espanhol

O vídeo em que o governador João Doria (PSDB) dança ao som da música “Não Quero Dinheiro” é de outubro de 2018 e não tem qualquer relação com a atual pandemia da covid-19. A gravação tem circulado nas redes sociais como se fosse recente, de modo a acusar o tucano de ignorar a recomendação do Ministério da Saúde de evitar aglomerações de pessoas.

Esse vídeo também foi compartilhado recentemente por um dos filhos do presidente da República, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos). Em sua postagem no Twitter, Carlos não informa a data da gravação.

A gravação foi feita em 27 de outubro de 2018, na despedida da campanha de Doria ao governo de São Paulo. De acordo com reportagem da Veja São Paulo, a festa ocorreu no bar Zero Grau, na Mooca. Na época, o vídeo também foi divulgado pelo site Catraca Livre e em canais no YouTube.

No Facebook, a filmagem foi publicada nesta terça-feira, 21, com legenda falsa que alegava que o governador estava festejando em um sítio em Araçatuba.

Vídeo de Doria dançando Tim Maia é de 2018. Foto: Reprodução/Facebook

Este boato foi checado por aparecer entre os principais conteúdos suspeitos que circulam no Facebook. O Estadão Verifica tem acesso a uma lista de postagens potencialmente falsas e a dados sobre sua viralização em razão de uma parceria com a rede social. Quando nossas verificações constatam que uma informação é enganosa, o Facebook reduz o alcance de sua circulação. Usuários da rede social e administradores de páginas recebem notificações se tiverem publicado ou compartilhado postagens marcadas como falsas. Um aviso também é enviado a quem quiser postar um conteúdo que tiver sido sinalizado como inverídico anteriormente.

Um pré-requisito para participar da parceria com o Facebook  é obter certificação da International Fact Checking Network (IFCN), o que, no caso do Estadão Verifica, ocorreu em janeiro de 2019. A associação internacional de verificadores de fatos exige das entidades certificadas que assinem um código de princípios e assumam compromissos em cinco áreas:  apartidarismo e imparcialidade; transparência das fontes; transparência do financiamento e organização; transparência da metodologia; e política de correções aberta e honesta. O comprometimento com essas práticas promove mais equilíbrio e precisão no trabalho.

Versão em espanhol

Texto traduzido pelo LatamChequea, grupo colaborativo que reúne dezenas de fact-checkers da América Latina no combate à desinformação relacionada ao novo coronavírus.

El video de Doria bailando es viejo y no tiene relación con la pandemia de Covid-19

El video que muestra al gobernador João Doria (PSDB) bailando al ritmo de la música “No quiero dinero” es de octubre de 2018 y no tiene ninguna relación con la actual pandemia de Covid-19. La grabación estuvo circulando por las redes sociales como si fuera reciente para acusar al tucano de haber ignorado la recomendación del Ministerio de Salud en cuanto a evitar aglomeraciones de personas.

El video también fue compartido recientemente por uno de los hijos del presidente de la República, el concejal de Río de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos). En su publicación en Twitter, Carlos no informa la fecha de la grabación.

La grabación se realizó el 27 de octubre de 2018, en la despedida de la campaña de Doria al gobierno de San Pablo. De acuerdo con el reportaje de Veja São Paulo, la fiesta tuvo lugar en el bar Zero Grau, en el barrio Mooca. En aquel momento, el sitio web Catraca Livre y canales en YouTube también divulgaron el video.

En Facebook, la filmación se publicó el martes 21 con el epígrafe falso que afirmaba que el gobernador estaba festejando en una residencia rural en Araçatuba.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: