Vídeo de tenda no Pacaembu mostra estrutura para eventos, não hospital de campanha

Vídeo de tenda no Pacaembu mostra estrutura para eventos, não hospital de campanha

Espaço receberá shows nacionais e internacionais, feiras, eventos esportivos e outras atrações

Gabi Coelho

21 de abril de 2022 | 14h30

Atualizada às 14h39 de 21 de abril de 2022 para inclusão de nota da SES.

Viralizou nas redes sociais um vídeo no qual um homem alega que tendas foram montadas no estádio do Pacaembu, em São Paulo, para se transformarem em um hospital de campanha para casos de covid-19 após o carnaval. Na realidade, a estrutura que ocupa parte do gramado foi erguida para receber shows até outubro de 2023. 

Essa informação foi divulgada no dia 8 de março pelo Guia da Folha de S. Paulo. Segundo o jornal, o espaço, chamado de Pavilhão Pacaembu, receberá shows nacionais e internacionais, feiras, eventos esportivos e outras atrações para até 9 mil pessoas. De acordo com o site oficial do estádio, no próximo sábado, 30, a cantora Gal Costa realizará um show para a inauguração do local.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que abriu 16 hospitais de campanha ao longo da pandemia, mas que atualmente apenas as unidades nas cidades de Bebedouro e Bauru continuam em funcionamento, com 50 leitos em operação no total.

“São Paulo mantém o monitoramento constante da pandemia em todo o Estado, que tem os índices da Saúde em queda”, segue a nota. “Na semana epidemiológica que encerrou no último sábado, 16, os novos casos tiveram redução de 16,4%, os novos óbitos em 36,5% e as internações em 10,9%.”

No vídeo viralizado, um homem afirma o número de casos de coronavírus vai aumentar depois do carnaval para “atrapalhar o governo”. “Depois do carnaval, vai ser instalado o caos novamente na cidade, vão decretar lockdown, vão falar que a covid-19 aumentou”, diz ele. “Alguém manda uma fiscalização do governo federal ir lá dar uma olhada”.

No Facebook, outra pessoa comenta que “há dias foi montada uma tenda no Pacaembu, maior e no mesmo local do hospital de campanha de 2020”. De fato, em abril de 2020, foi finalizado um hospital de campanha no Pacaembu. No entanto, em junho do mesmo ano, e estrutura foi desativada devido à diminuição da ocupação nos leitos construídos. Por telefone, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que atualmente não existem hospitais de campanha na cidade de São Paulo.

Em outubro de 2021, hospitais de campanha do Estado de São Paulo foram alvos de boatos nas redes sociais. Uma postagem enganosa no Facebook afirmava que durante o momento mais grave da pandemia, “nenhum [hospital de campanha] mais estava de pé”. Isso não é verdade, já que em setembro de 2021 ao menos 34 municípios paulistas ainda tinham unidades do tipo instaladas ou em construção, segundo levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCESP).

Este boato também foi alvo de checagem do site UOL Confere.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.