Não é verdade que manifestantes ficaram nus em protesto contra Bolsonaro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Não é verdade que manifestantes ficaram nus em protesto contra Bolsonaro

Imagem original foi feita em Melbourne, na Austrália, há quase 17 anos, e faz parte da sessão de fotos 'Naked City'

Estadão Verifica

06 Outubro 2018 | 11h24

checagem abaixo foi publicada pelo Projeto Comprova. A verificação foi realizada por uma equipe de jornalistas do Estado. Outras redações concordaram com a checagem, no processo conhecido como “crosscheck”.

Projeto Comprova é uma coalizão de 24 veículos de mídia com o objetivo de combater a desinformação durante o período eleitoral. Você pode sugerir checagens por meio do número de WhatsApp (11) 97795-0022.

Não houve manifestação com pessoas peladas na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Uma foto que viralizou no Facebook com a legenda “vejam como o pessoal do campus da UFMG tirou a manhã de hoje para protestar contra o Bolsonaro” foi, na verdade, tirada em Melbourne, na Austrália, há quase 17 anos.

Para encontrar a foto original, basta utilizar uma ferramenta de busca reversa de imagem. No Google Imagens, por exemplo, o usuário pode carregar uma imagem ou pesquisar pelo link da foto. Os resultados mostram os sites em que aquela imagem aparece.

Ao buscar a foto que viralizou no Facebook, é fácil comprovar que a reunião de pessoas peladas ocorreu no dia 7 de outubro de 2001. Segundo informou o jornal australiano The Daily Telegraph, trata-se da sessão de fotos “Naked City” (Cidade Nua, em inglês) para o artista Spencer Tunick. Ele é conhecido por tirar fotografias de grandes aglomerações de corpos nus.

A UFMG também negou, por meio de nota, que a foto seja de uma manifestação em seu campus. A universidade comunicou que lamenta que “o espaço intermidiático da cultura em rede esteja sendo povoado de inverdades”. No dia 29 de setembro, quando milhares foram às ruas para as manifestações #elenão, um evento no Facebook convocava pessoas para uma concentração “pré-ato” na Faculdade de Direito e Ciências do Estado da UFMG. Fotos publicadas pelo Centro Acadêmico de Filosofia mostram que não houve protesto com pessoas nuas.

A foto enganosa publicada pelo usuário Mauro Alvim foi compartilhada 53,9 mil vezes entre os dias 4 e 5 de outubro no Facebook.

Mais conteúdo sobre:

jair bolsonaroufmgfake news