É falso que ‘The Washington Post’ tenha descrito motociata de Bolsonaro como ‘a maior do planeta’

É falso que ‘The Washington Post’ tenha descrito motociata de Bolsonaro como ‘a maior do planeta’

Montagem grosseira altera conteúdo de capa publicada em agosto de 2013; manchete original tratava de venda do jornal americano ao bilionário Jeff Bezos

Victor Pinheiro

15 de junho de 2021 | 15h47

É falso que a motociata promovida pelo presidente Jair Bolsonaro em São Paulo neste sábado, 12, tenha sido notícia na capa do jornal americano The Washington Post. Uma montagem com a identidade visual do veículo estrangeiro dissemina a desinformação no WhatsApp e no Facebook.

A imagem enganosa utiliza o cabeçalho do jornal com a data de 06 de agosto de 2013. Na época, a presidência do Brasil ainda era ocupada por Dilma Rousseff (PT) e Bolsonaro exercia mandato de deputado federal do Rio de Janeiro. Ele só concorreu ao comando do governo federal cinco anos depois, em 2018.

A capa original aborda a venda dos ativos do The Washington Post ao fundador da Amazon, Jeff Bezos. Para enganar usuários, a montagem substitui uma foto de Donald Edward Graham, executivo do grupo que controlava a empresa de comunicação, por um registro da motociata de Bolsonaro.

Capa original do The Washington Post de agosto de 2013 (Fonte: Reprodução Twitter/Washington Post).

O conteúdo também altera a manchete para insinuar que o evento promovido pelo presidente foi o maior passeio de motocicletas já registrado no planeta. A tipologia do texto editado destoa visivelmente das fontes gráficas originais da publicação norte-americana.

A capa da edição de domingo, 13, também não faz menção ao presidente brasileiro. A notícia em destaque trata do sentimento de familiares que perderam entes queridos para a covid-19 recentemente nos Estados Unidos.

No sábado, o The Washington Post publicou um artigo no site do jornal sobre a motociata de Bolsonaro. O título do texto ressalta que o presidente foi multado por desobedecer a determinação de uso de máscaras em eventos públicos no Estado de São Paulo e cita a estimativa de que o ato reuniu 12 mil motocicletas. A reportagem não menciona qualquer recorde ou diz que foi o maior passeio de motocicletas do planeta, como sugere a montagem.

O boato não é o único a circular nas redes sociais que tenta inflar a dimensão do evento. O Estadão Verifica desmentiu que o Guinness Book teria confirmado que a motociata reuniu mais de 1,3 milhão de veículos. A disseminação de montagens com capas de veículos internacionais é uma estratégia frequente de conteúdos enganosos para exaltar o governo.

Em maio, mensagens em plataformas digitais espalharam uma capa falsa do The New York Times sobre manifestações de apoio a Jair Bolsonaro. Com erros gramaticais, o material empregou fotos antigas de protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Uma verificação mais recente mostrou que publicações no WhatsApp e redes sociais distorceram notícia publicada no jornal Wall Street Journal sobre os resultados da economia brasileira no primeiro trimestre de 2021. O veículo de fato noticiou a evolução do Produto Interno Bruto do País, mas os boatos atribuíram ao jornal afirmações que não constam na reportagem.

Leitores sugeriram a checagem deste conteúdo no WhatsApp (11) 97683-7490.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.