Campanha de desinformação sobre STF inclui ‘tomataço’ fora de contexto e falsa denúncia de censura
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Campanha de desinformação sobre STF inclui ‘tomataço’ fora de contexto e falsa denúncia de censura

Vídeo em que manifestantes jogam tomates contra fotos de ministros viralizou no Facebook com contexto errado

Alessandra Monnerat

22 de novembro de 2019 | 14h17

Não é verdade que manifestantes tenham organizado um “tomataço” em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, na semana passada. Na realidade, o ato foi organizado no início do mês, em Curitiba, como mostrou cobertura do Estado. O vídeo foi postado no Facebook com uma legenda que afirma que a gravação foi censurada e retirada do YouTube pelo próprio STF e pelo Senado — o que também é falso, já que existem cópias publicadas na plataforma de vídeos.

Em Curitiba, manifestantes fizeram “tomataço” contra fotos de integrantes do STF. Foto: Hannah Clinton/Estadão

A manifestação em Curitiba foi convocada no dia 9 de novembro pelo grupo Vem Pra Rua, que organizou atos em diversas capitais do País para defender a proposta de emenda à Constituição que permite a prisão após condenação em segunda instância. No dia 7 deste mês, o STF mudou seu entendimento sobre o assunto, o que permitiu a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A legenda do vídeo fora de contexto, que afirma que o STF e o Senado intimaram uma TV a retirar a gravação do ar, já foi usada em outros boatos. O registro do “tomataço” continua disponível no YouTube.

A Agência Lupa também checou esse vídeo, selecionado por meio da parceria entre Facebook e Estadão Verifica.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.