Trad sobre Eduardo Bolsonaro: ‘não é mais possível o governo recuar’

Trad sobre Eduardo Bolsonaro: ‘não é mais possível o governo recuar’

Coluna do Estadão

21 de agosto de 2019 | 05h00

Senador Nelsinho Trad. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

No mesmo dia em que Jair Bolsonaro sinalizou a possibilidade de desistir da indicação de Eduardo Bolsonaro para ocupar a embaixada em Washington (EUA), o presidente da Comissão de Relações Exteriores no Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), foi em direção contrária: “Acho que agora não é mais possível o governo recuar (da indicação). Isso, sim, seria pior do que uma derrota. Tem de seguir em frente e vencer”. O nome do filho 03 do presidente encontra forte resistência na Casa, onde a oposição se articula com o centro contra o Planalto.

Isolado. Levantamento da Quaest Consultoria e Pesquisa mostra que a indicação do 03 para Washington divide opiniões até entre os eleitores do presidente — 45% dizem discordar ou discordar completamente.

Piorou. Entre todos os eleitores, a percepção é mais desfavorável ao Planalto: 72% são contra e 29% a favor. A discordância é maior entre os jovens.

Metodologia. A consultoria ouviu 1.500 pessoas acima de 18 anos por telefone entre os dias 17 e 18.

Fica… Para segurar o PSDB longe da oposição, o deputado Ruy Carneiro (PB) foi escolhido para presidir a Comissão Especial da MP do Médicos pelo Brasil, com aval da líder do governo, Joice Hasselmann.

Embaixada… João Doria (PSDB-SP) recebeu 36 deputados federais do Estado na inauguração do escritório do governo paulista em Brasília. Além dos tucanos, compareceram representantes de partidos que têm votado com o Palácio do Planalto: PRB, PL, MDB e PP.

…paulista. Doria quer articular a bancada para votações de projetos fundamentais para o Estado, como o fim das saidinhas de presidiários em feriados e a redução da maioridade penal, entre outros temas.

Quem dá… Para oferecer um benefício sem criar despesa, o Ministério da Economia criou um clube de descontos para 1,1 milhão de servidores ativos e inativos.

…mais. Funcionará como sites de compra coletiva, em parceria com hotéis, restaurantes e lojas. O edital de seleção de empresas será publicado até amanhã.

CLICK. O Ministério da Economia pegou carona na moda da internet de fazer traduções literais do inglês para divulgar a MP da Liberdade Econômica nas redes sociais.

FOTO: MINISTÉRIO DA ECONOMIA/DIVULGAÇÃO

Esperançosos… Governistas no Congresso acreditam que o presidente vai esperar o protesto do dia 25, contra o abuso de autoridade, para decidir sobre os trechos que pretende vetar – o prazo final é 5 de setembro. As ruas cheias podem dar respaldo aos seus vetos.

…pero no mucho. Deputados do PSL vão encaminhar uma carta a Bolsonaro pedindo veto a alguns artigos. Um semestre de Congresso ensinou que não há a menor possibilidade de se vetar tudo, apesar da gritaria nas redes sociais.

Fritura. O meio jurídico observa atentamente se Bolsonaro acatará as recomendações de veto de Sérgio Moro ao projeto de abuso de autoridade. Servirá de termômetro de seu enfraquecimento na Esplanada.

Pressão. Moro recebeu ofício da Associação Internacional de Procuradores.

Sem ruído. Um dos motivos para adiar a votação do parecer do deputado Alexandre Leite sobre porte de armas foi o sequestro do ônibus no Rio. Líderes avaliaram que a morte do sequestrador poderia contaminar o debate.

SINAIS PARTICULARES 
Alexandre Leite, deputado federal (DEM-SP)

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

PRONTO, FALEI!

Benedito Mariano. FOTO: AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO

Benedito Mariano, ouvidor da PM de São Paulo: “Felizmente, nenhum refém se feriu. Mas eu não comemoro nenhuma ocorrência com resultado de morte”, sobre as comemorações da morte do sequestrador do Rio.

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, JULIANA BRAGA E MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.