Reduto bolsonarista, Sul-Sudeste tem maior número de municípios que podem ser extintos

Reduto bolsonarista, Sul-Sudeste tem maior número de municípios que podem ser extintos

Marianna Holanda

07 de novembro de 2019 | 12h28

Presidente Jair Bolsonaro. FOTO: EVARISTO SÁ/AFP

Dos 1.253 municípios brasileiros com menos de 5 mil habitantes, 813 (65%) estão na região Sul-Sudeste, reduto bolsonarista. Este é o primeiro critério para o município deixar de existir, segundo a proposta apresentada pela equipe econômica nesta semana.

Dados do  IBGE mostram que Rio Grande do Sul e Minas Gerais são os Estados que lideram o ranking, com 231 cidades nesta condicação, cada. Em seguida, vem São Paulo (143), Santa Catarina (106) e Paraná (102). Em todos, Jair Bolsonaro ganhou de Fernando Haddad no segundo turno da eleição no ano passado.

A ideia do governo é acabar com esses municípios que tenham arrecadação própria menor que 10% da receita total. O presidente chegou a dizer que “o povo vai decidir” sobre a fusão dos municípios. No Congresso, como a Coluna mostrou mais cedo, há resistência à medida, especialmente porque 2020 é ano eleitoral. 

Há 231 cidades mineiras e gaúchas com menos de 5 mil habitantes. Em seguida, vem São Paulo, com 143, e Santa Catarina, com 106.

Amazonas, Ceará, Espírito Santo e Pará são Estados que tem apenas um município que poderia se encaixar no perfil apresentado por Paulo Guedes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.